ACHADOS DA SEMANA | FELTRO

{ Durante a mostra Maison et Objet, que aconteceu em Paris, em Janeiro, a Ligne Roset foi uma das grandes marcas a apostar no feltro. Versátil, o material está sendo explorado por designers do mundo todo, revestindo mesas, cadeiras, poltronas, luminárias e até mesmo espaços inteiros. Se lembram do escritório que postamos aqui? Onde tudo é de feltro? }

Dois dos maiores lançamentos da Ligne Roset durante a feira foram os vasos Asira, de Aurelie Tu, e a chaise Felt, de Delo Lindo | O sofá Snoopy, criado pelo estúdio Iskos-Berlin para a marca Versus, lembra o famoso cachorrinho de perfil | O pendente Tutu também é do Iskos-Berlin | A poltrona Valdemar da Artifical/form tem o espaldar alto e os braços laterias também | À venda na loja Micasa, a poltrona Peacock é da Cappellini | Na coleção The Coiling Collection, idealizada pelo estúdio Raw Edges, tiras de feltro envolvem móveis de vários formatos.

SEXTA INSPIRADA! ESTANTES

{ Clique na imagem para ler todas as matérias da coluna }

Presentes em quase todas as casas, as estantes funcionam como uma espécie de vitrine da família, reunindo não apenas livros, mas também os objetos mais queridos dos moradores, como fotos, lembranças de viagens e coleções. São muitas as opções de materiais, cores e formas, mas reunimos algumas sugestões bem bacanas e diferentes pra inspirar o seu dia.

Alvenaria colorida

Com nichos em formatos irregulares e descoordenados, essa estante já seria diferente mesmo que fosse inteirinha de uma cor só. Mas, como originalidade nunca é demais, a ideia do designer Benjamin Mahon foi além, e assim os nichos ganharam um delicado tom pastel. Os detalhes em verdinho deixam o ambiente mais divertido e ainda suavizam a espessura da estrutura, que também foge do padrão.

Mix descontraído

Inspirado nas casas de veraneio, sempre tão recorridas por quem vive na cidade grande, Leo Romano idealizou um espaço alegre e arrojado para a Casa Cor Goiás de 2011. Sua principal intenção era trazer para o cenário doméstico urbano o clima descontraído da praia. Um dos destaques do ambiente foi a estante, que ficava suspensa do piso, permitindo vislumbrar o outro lado da sala.

As prateleiras foram preenchidas com itens das mais diversas origens, dos convencionais livros e revistas a velharias, coleções e esculturas, em uma composição estilosa.

Tudo em seu lugar

Vizinha de um bosque preservado em Curitiba, a casa do engenheiro Alam Rech é uma delícia. Apesar da sala não ser muito grande, ele reservou um cantinho especial para um de seus hobbies preferidos, a leitura. Organizadas sobre prateleiras pretas e espessas, encomendadas a uma marcenaria, a coleção de revistas preenche a estante quase por completo. A coluna estrutural de tijolinho garante ainda um jogo de texturas.

Livre, leve e solta

A proposta dos arquitetos Antonio Ferreira Jr. e Mario Celso Bernardes para seu projeto durante a mostra Casa Cor São Paulo de 2009 foi a de usar uma estante preta abarrotada de livros. Abarrotada mesmo! Sem nenhum espacinho livre para objetos. Para o visual da peça não ficar pesado, os arquitetos a fizeram desencostada das paredes, do teto e do piso, quase como se flutuasse. Alguns dos nichos foram preenchidos por nichos menores em cores fortes – laranja, verde e azul – o que deixou o móvel bem menos sério.

Da cor do sol

Se há alguns anos o lema era usar apenas tons neutros na marcenaria, agora a proposta é exatamente o oposto. Vermelho, azul, verde… Hoje em dia qualquer cor pode ser reproduzida nos móveis feitos sob medida, mas a grande eleita é, na maioria dos casos, o amarelo, que está em alta faz tempo. Leo Romano, arquiteto goiano, já projetou uma estante maluca em amarelo em uma de suas participações na mostra Casa Cor. Já os arquitetos do Andy Martin Architects optaram por essa cor para trazer mais energia ao living.

Formas inusitadas

A designer francesa Marika Dru acredita que investir em peças de bom desenho é um dos passos para se ter uma morada original. Tanto que nesse cômodo – um cantinho de leitura com poltrona bem confortável – ela sugeriu aos moradores a estante Split Boxes, da marca Skitsch. A boa notícia é que a marca tem loja aqui no Brasil também, em São Paulo, na famosa Al. Gabriel Monteiro da Silva.

De carona

Existem milhares de ideias interessantes de estante por aí, mas o troféu criatividade vai ter que ir para o estúdio Denieuwegeneratie. No projeto de uma residência na Holanda, os designers fizeram o impensável: fixaram um enorme carro com teto solar na parede e o transformaram em um apoio para livros e objetos super inusitado. Só mesmo em um cômodo bem amplo é que daria pra fazer uma ousadia dessas.

Fotos via Marie Claire Maison | Casa de Valentina | Casa Claudia | AMC Arquitetura | Contemporist | Yatzer

UM BAR SOFISTICADO

Depois da passagem da designer Nika Zupanc por ali, nem mesmo o nome do restaurante permaneceu o mesmo. Com móveis de impacto e cores escuras, Nika gerou uma verdadeira revolução na atmosfera do estabelecimento em Ljubljana, na Eslovênia. O plano de reforma teve início um ano atrás, e o restô AS, que só abria durante o almoço, ganhou um anexo batizado de AS Aperitivo, um bar para as pessoas curtirem uma boa taça de vinho com os amigos e apreciarem alguns petiscos refinados.

Idealizada pelo estúdio Arhé d.o.o., a arquitetura desse anexo foi pensada a partir de uma árvore de 150 anos que já existia no local. A nogueira foi cercada por uma estrutura de concreto e vidro que parece flutuar sobre o jardim. Para passar a impressão de que a copa da árvore ocupa o lugar do teto, Nika brincou com pendentes em formato de cereja, concebidos por ela mesma, que parecem estar pendurados em galhos.

O mobiliário recebeu atenção especial durante o projeto. Além de peças assinadas por designers consagrados como Alvar Aalto, Jaime Hayon e Antonio Citterio, o bar foi recheado de criações de Nika feitas sob medida. A estética dos armários, dos sofás modulares e até mesmo da cuba dos banheiros, foi inspirada pelos móveis icônicos usados em hotéis do Mediterrâneo nos anos 60 e 70. Pra completar, detalhes em cobre pontuam o ambiente, trazendo um pouco de brilho.

Fotos by Saša Hess via Facebook

O CIRCO DE MARIADIAMANTES

O nome é um tanto quanto poético, Mariadiamantes. É assim que a espanhola Clara Mercader assina seus trabalhos. Formada em design gráfico, a moça decidiu se especializar na área de publicidade na escola Elisava de Barcelona. Hoje, com seus quase 30 anos, Maria tem experiência de sobra e une um pouquinho de cada mundo em suas ilustrações, sempre delicadas e femininas. Confira abaixo a série que ela criou inspirada pelo circo. { E se gosta de circo, não deixe de ver nossa matéria especial sobre o tema. }

Fotos via Mariadiamantes

MERGULHADOS NA TINTA

Às vezes, ter uma peça bacana em casa pode ser algo bem mais fácil do que parece. Pessoalmente, sou péssima em trabalhos manuais e costumo torcer o nariz quando vejo esses projetos DIY de gosto bem duvidoso. Mas, nesse caso eu aprovo! Primeiro porque acho que tudo fica mais bonito com um pouco de cor, e segundo porque acho que até eu conseguiria fazer isso em casa. Bom, daí já se nota que a ideia é simples e tranqüila de executar. Tanto que as fotos já dizem tudo.

Tem algum vaso, talher ou cesto que precisa de um up no visual? Que tal mergulhá-los em potes de tinta? O acabamento não fica perfeito, e nem é pra ficar mesmo. E você ainda pode aproveitar restos de tinta que seriam jogados fora. Ah, mas vale ressaltar: o ideal é escolher uma tinta que resista à água e que não descasque facilmente.

Fotos via Livet Hemma | Row house nest | House of Earnest | Martha Stewart | Ladies and Gentlemen Studio

CASA BARATA {OU QUASE}

Construir uma casa do zero custa caro. Bem caro. Sabendo disso, o arquiteto neozelandês Davor Popadich nem considerava a possibilidade de comprar um terreno vazio e erguer um lar para ele e sua esposa, que dirige uma pequena empresa de importação de móveis. O intuito então era encontrar algum imóvel em bom estado e que coubesse no orçamento. Mas eis que, de repente, o destino deu um jeitinho de mudar essa história.

Depois de duas tentativas frustradas de compra, eles se depararam com uma oportunidade imperdível e por impulso acabaram fazendo uma oferta por um pequeno lote na costa de Auckland, na Austrália. Nem preciso dizer que a oferta foi aceita, né?

O problema foi que a verba do arquiteto, que já não era das maiores, foi reduzida a apenas $187,000 dólares neozelandeses. Nesse momento, ele se perguntou se seria capaz de planejar uma casa inteira com apenas essa quantia. Porque em uma obra de grande porte, o dinheiro vai embora rapidinho.

Inspirado pelo entorno da costa, Davor baseou o conceito do projeto nos galpões usados para guardar barcos e lanchas, que são bem comuns na região. A proposta mostrou-se bem mais econômica do que as residências convencionais, mas ainda assim ele teve que ceder, substituindo acabamentos e abortando ideias até chegar a um valor praticável.

Enquanto ele dedicava boa parte de seu tempo livre desenhando cada precioso detalhe da arquitetura, sua esposa Abbe estava focada em deixar os interiores confortáveis e práticos, realmente de acordo com a rotina da família. Segundo ela, esse processo a fez pensar no que eles esperam da vida juntos e em como seria sua relação com essa casa. Cobrindo praticamente todas as paredes, o compensado naval é mais uma solução econômica, e reveste também os sofás embutidos do living, dispensando o gasto com móveis caros.

Fotos via Dwell

ARMÁRIO DETETIVE

Ele não vai nem precisar dizer ‘mãos ao alto’ pra você se render completamente. Inusitado, o armário Officer causa tanta estranheza quanto admiração, e por essa originalidade a peça foi um dos grandes destaques da feira Stockholm Design Week, realizada no mês passado na Suécia. A pose de detetive particular, com direito a puxadores de bigode e chapéu-luminária, garante o bom-humor dessa criação e a inclui na crescente lista de móveis de apelo afetivo com formas humanizadas. É o tal do design + humano que já citamos AQUI.

A dupla que concebeu o Officer também pode ser considerada improvável. O designer Sanghyeon Cho e seu amigo Ji, que é ilustrador de livros infantis, agora compõem o Studio AMUNA, tão recente que ainda não tem nem site. Para eles, o Officer pode se tornar o protagonista da decoração da sua sala ou escritório, assim como um grande inspetor é protagonista em uma história de suspense.

Fotos via We Heart Uk

%d blogueiros gostam disto: