Posts Tagged ‘ espelho d’água ’

CASA YUCATAN POR ISAY WEINFELD

{ Em Setembro de 2010, publicamos aqui a Casa Yucatan, idealizada por ninguém menos que o arquiteto Isay Weinfeld. Acontece que essa semana descobri fotos ainda mais incríveis desse projeto e não tinha como não compartilhar, então decidi deletar total o post velho, porque tenho certeza que vocês vão se inspirar bem mais agora, com as novas imagens. }

Em uma relação quase que poética, todos os ambientes estabelecem contato com a natureza ao redor, seja através de grandes aberturas ou de panos de vidro em posições estratégicas. Cercada pelo verde por todos os lados, a residência de 900 m² conta com um amplo jardim assinado pela paisagista Isabel Duprat, onde espécies exuberantes emolduram a piscina natural e os espelhos d’água.

Tanta vegetação não é exagero, aliás, em uma cidade conturbada e acinzentada como São Paulo, é um privilégio poder chegar em casa e repousar os olhos sobre as folhagens e flores desse paraíso particular. Na escolha de materiais, Weinfeld também explorou as texturas e acabamentos naturais, usando pedras rústicas e a madeira como um dos revestimentos principais.

Luz natural é o que não falta, ela invade os interiores e destaca cada peculiaridade, como as paredes de cimento ou tijolinho branco. Os moradores, cheios de personalidade, foram a peça-chave para que o arquiteto conseguisse conceber uma morada singular, que revela surpresas a cada cômodo. De pérgolas de madeira e pedras brutas servindo como degrau a instalações e obras de arte, tudo encanta e impressiona nesse lar.

É fã de Isay Weinfeld como eu? Tem mais matérias sobre ele aqui.

Fotos via Knstrct

Anúncios

Sexta Inspirada! No Marrocos

O Marrocos é um país exótico, fascinante e rico. Rico de beleza, de religião, de povo, de culinária, de cultura, e claro, de arquitetura. Sua arte é caracterizada como hispano-mourisca, e nasceu do encontro entre as tradições islâmicas e andaluzas. Conheçam um pouco mais sobre esses pequenos grandes detalhes que fazem do Marrocos um lugar único!

1. As casas tradicionais da região, chamadas de riads, são caracterizadas por altos muros e grandes portas de madeira maciça para preservar a intimidade dos moradores. Um elemento que não pode faltar nesse tipo de construção são os pátios internos com jardins e fontes. Esses espaços são descobertos, e as janelas, com fechamentos de madeira batizados de muxarabi, se voltam para eles, recebendo iluminação e ventilação natural.

2. Depois de morar em Londres, na Índia e na Itália, a estilista Liza Bruce e seu marido, Nicholas Alvis Vega, decidiu comprar um imóvel de três andares na cidade de Ourika Valley, uma residência para servir como um porto seguro em um país que os encantou. A casa, construída ao redor de um lindo jardim interno com espelho d’água, havia sido abandonada nos anos 70 e precisou ser restaurada pelo casal para se tornar um verdadeiro refúgio.

3. O grande charme da arquitetura marroquina mora nos pequenos detalhes e ornamentações, como os trechos do Alcorão escritos nas paredes ou entalhados nas esquadrias de madeira, os tetos pintados, os arcos de pedra e os famosos zelliges, que são mosaicos de cerâmica esmaltada e colorida com elaboradas estampas geométricas.

4. Dez anos atrás, Emma Wilson e Graham Carter fecharam sua lojinha de peças kitsch em Londres e partiram para o Marrocos. Na cidade de Essaouira, compraram um casarão do século 18 que levou dois anos para ser reformado e ficar do jeitinho que o casal queria. Cada cantinho da casa reserva delícias singulares como um terraço ao ar livre, lareiras embutidas em paredes branquinhas, redes coloridas e mobiliário local.

5. Fundada em1471, acidade de Chefchaouen é mundialmente conhecida por ser ‘a cidade azul’. Isso porque suas casas, construídas em terreno montanhoso, são todas pintadas em tons de azul lavado, criando um efeito lindo de se ver, de perto e de longe. Essa tradição vem do povo judeu, que se refugiou na cidade durante ataques na era medieval.

6. Com paredes branquinhas e entrada ornamentada, o banheiro dessa casa possui detalhes tipicamente marroquinos, como o banco de madeira envelhecida, toques de dourado, o espelho com brilhos e pedrarias e as lindas lanternas, que fazem sucesso no mundo todo e se adaptam a projetos temáticos ou contemporâneos.

Casa Cluny em Singapura

A Casa Cluny, idealizada pela equipe do Guz Architects, foi construída ao redor de um espelho d’água gigante, que é o grande ponto de destaque do projeto. Quase como uma floresta tropical particular, o amplo espaço aberto exibe diversas espécies de plantas aquáticas, algumas árvores e plantas que pendem do andar superior.

Além de enaltecer a beleza da natureza, a residência também foi desenvolvida com estratégias sustentáveis, como o aproveitamento de ventilação natural e aquecimento solar. Para completar, revestimentos que simulam madeira e tanques especiais de irrigação para armazenar e limpar a água das chuvas.

Conheçam outra casa que valoriza o verde, também projetada pelo Guz Architects.

 

Casa Meera na Ilha de Sentosa

A ilha de Sentosa é um refúgio paradisíaco em Singapura, com águas cristalinas, areias brancas e vegetação abundante. Em meio a essa paisagem encontramos a Casa Meera, uma residência admirável projetada pelo escritório Guz Architects. Os 4 andares da casa são amplos e foram idealizados para que parecessem o térreo, já que em todos eles os moradores podem andar até a varanda e encontrar grandes gramados, com flores e até árvores.

A integração com a natureza é total, e até mesmo o último pavimento tem telhado verde: uma estrutura curva coberta de grama. Quem entra na casa pela primeira vez se depara com um ambiente aberto, de pé-direito duplo e com um grande espelho d’água cheio de plantas, que anunciam as belezas que estão por vir.

%d blogueiros gostam disto: