Posts Tagged ‘ França ’

SEXTA INSPIRADA! PÉ-DIREITO DUPLO

{ Clique na imagem para ler todas as matérias da coluna }

Todo mundo gosta de pé-direito alto, certo? Mas não é todo mundo que sabe como aproveitar esses privilégios arquitetônicos – afinal, são pra poucos. Selecionamos alguns projetos super bacanas com propostas ousadas e estilosas para ambientes com o teto nas alturas. Confira!

A beleza da simetria

O arquiteto Roberto Migotto dispensa apresentações. Todo mundo já sabe que ele é sofisticado até o último fio de cabelo e seu bom gosto é inquestionável. Mais um exemplo desse talento sem igual é essa residência com living amplo e integrado, onde cada detalhe reflete o cuidado de Roberto em criar espaços atraentes e impactantes. Confortáveis, os móveis ganharam acabamentos em tons neutros, que variam entre marrons e brancos.

 Iluminação em foco

Instalada em uma construção secular, mais precisamente o Palacete Lineu de Paula Machado, a Casa Cor RJ de 2011 foi marcada pela mistura da arquitetura do século XIX com a decoração contemporânea. Um dos grandes destaques do evento foi o living concebido por Gisele Taranto, onde esse mix de épocas também se fez presente. Para valorizar o pé-direito generoso, a arquiteta bolou uma criativa instalação de luminárias pendentes.

Banco criativo

De frente para o mar, um enorme prédio na cidade de Elsinore, na Dinamarca, um dia já foi um galpão destinado à construção naval. Felizmente, o governo e os arquitetos do estúdio AART conseguiram dar uma utilidade bem mais nobre à estrutura, transformando-a no centro cultural The Culture Yard. Um dos corredores, repleto de luz natural que entra pela fachada de vidro, ganhou um banco alto com formas geométricas, valorizando o pé-direito.

Ladeado pelo jardim

Enormes panos de vidro nas duas laterais fazem com que esse ambiente pareça estar no meio do jardim. E a ideia do arquiteto Marco Aurélio Viterbo era mesmo essa, criar um living onde a integração visual com a área externa da casa fosse constante. Para compor a decoração sofisticada e atemporal, foram selecionadas peças de desenho contemporâneo e revestimentos em cores neutras, garantindo que o tom que predomina seja o verde lá fora. { Conheça o projeto completo no Casa de Valentina }.

Escada estratégica

Em alguns espaços, o pé-direito duplo precisa ser aproveitado ao máximo, seja para expor grandes coleções ou até mesmo para a instalação de armários até o alto, multiplicando os cantinhos pra esconder louças ou livros. O porém é que assim tudo o que está guardado fica literalmente inalcançável. É nessas horas que entra em cena uma escada esperta com rodinhas na base e pronto! Problema resolvido.


A estante é a protagonista

Saber aproveitar cômodos com tetos altíssimos não é tarefa fácil. Por isso, assim que se deparou com o pé-direito de 5 metros da sala, a jovem dona desse apartamento em um bairro nobre de São Paulo logo recorreu à ajuda da arquiteta Paula Magnani. A proposta da profissional foi usar uma enorme estante branca como divisória entre o living e o home office, que fica logo ao lado. Alternados e de tamanhos diferentes, os nichos abertos e fechados dão movimento à peça de marcenaria.

Um hotel descontraído

Cores fortes como azul, verde e vermelho são elementos constantes no décor do hotel Hi em Nice, no litoral da França. A proposta desse hotel é diferente da dos outros. Nele não te fazem sentir em casa, e também não fazem sentir-se como um convidado de luxo. Lá no Hi a ideia é favorecer a convivência, a troca de experiências e as novas descobertas. Talvez seja por isso que os espaços sociais sejam tão interessantes. O projeto é de Matali Crasset.

Fotos via Folha Vitoria | Loveisspeed | Dezeen | Casa de Valentina | Pinterest | Casa Claudia | Abcsalles

Anúncios

MUDD, UM CLUBE FUTURISTA

{ A intenção era publicar esse post no sábado, dia de balada, mas… só deu pra terminar hoje mesmo. }

Em 1988, a cidade de Estrasburgo, na França, foi classificada como Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO. Todos os prédios, ruas e bairros são considerados de grande valor cultural, pois representam a herança medieval daquele país. Agora imagine sair dessas ruas de paralelepípedo, cercadas por construções peculiares, e de repente chegar a um porão totalmente futurista? É com esse choque de eras que os clientes do Mudd Club começam suas noites de sábado.

Surpreendente, o projeto do estúdio NUERA brinca com essa disparidade criando uma atmosfera de vanguarda, onde o branco – cor freqüentemente usada em espaços futuristas – é substituído pelo preto, presente do piso ao teto, inclusive nos móveis. Para criar ainda mais dinamismo e movimento, pinturas geométricas cobrem algumas das paredes, trazendo cores vibrantes, como o amarelo e o laranja.

Fotos via We Heart UK

Sexta Inspirada! Preto e Branco

Preto e Branco, uma dupla que dá certo em praticamente tudo, na fotografia, nas artes gráficas, ilustrações, outfits e também nos interiores. Conheça ambientes que fazem uso dessa parceria de cores com muita sofisticação e charme.

1. Depois de 10 anos pagando aluguel de uma casa em Paris, Karine e Matthieu finalmente tiveram a oportunidade de comprar o imóvel e transformá-lo no lar dos seus sonhos. Os dois convidaram o arquiteto François Muracciole para ajudar na empreitada e o resultado não poderia ter sido mais satisfatório. O grande trunfo do projeto é o térreo, onde cozinha e living estão dispostos frente a frente, separados por um singelo pátio descoberto que traz iluminação natural.

2. Designer, produtora e jornalista, a holandesa Stephanie Rammeloo tem o dom de criar espaços realmente inspiradores. Sua casa com paleta monocromática é a maior prova de seu talento. Com pé-direito duplo e altas janelas que convidam a luz do sol a entrar, o living e home office de Stephanie possuem uma base totalmente branca na qual se destacam os detalhes em preto: esquadrias, sofá de couro e fotografias poéticas.

3. A sueca Lotta Agaton também é uma designer e produtora apaixonada pelo clássico ‘preto e branco’, que, vamos admitir, tem tudo a ver com o estilo escandinavo de ser. Em sua residência a profissional optou por paredes e móveis brancos e quebrou a rigidez com acessórios bem-humorados, como os quadros com arte tipográfica, almofadas listradas, castiçais e luminárias de piso.

4. Já faz tempo que as cortinas de voal transparente não são mais novidade. Para usar esse recurso de uma maneira inovadora, o criativo designer Francisco Calio decidiu criar um modelo de duas cores, com faixas em preto e branco intercaladas, tirando de vez a monotonia da composição. Só pra dar aquele toque colorido – presente em quase todos os projetos de Calio – cadeiras amarelas da loja Micasa.

5. Uma antiga casa de comerciantes em Saint-Tropez foi transformada em um retiro de verão que é palco para a inusitada união entre os estilos francês e escandinavo. Os materiais naturais, como madeira e pedra, dialogam com o mobiliário em tons de cinza e preto, enquanto a integração entre interior e exterior torna os espaços ainda mais prazerosos, ideais para desfrutar dias de calor ao ar livre. O projeto foi publicado na revista Elle Decoration do Reino Unido.

6. Construído na altura da copa das árvores de uma região preservada na Dinamarca, o pequeno chalé de madeira foi decorado pelo estúdio Soren Rose. Na cozinha, aberta para a paisagem, armários de madeira escura contrastam com a parede branca que ganha ainda mais luminosidade graças à clarabóia e às portas de vidro da varanda. Os pendentes Beat, de Tom Dixon, dão o toque final de classe ao ambiente.

Leia mais:

Sexta Inspirada! Preto

Sexta Inspirada! Branco

Um lar à francesa

Não é à toa que a expressão ‘bon vivant’ surgiu na França. Além das paisagens estonteantes, o país reserva tesouros na arquitetura, na gastronomia, na moda e no famoso setor de perfumes. Os franceses conseguem transformar até mesmo um antigo moinho de azeite do século 19 em uma adorável residência, unindo o visual rústico das paredes de pedra desgastadas a tapetes de zebra e mobiliário contemporâneo.

Para valorizar o pé-direito generoso, o forro foi pintado de branco, e apenas as maiores vigas de madeira foram mantidas em seu aspecto natural. Na área social, tons neutros e texturas agradáveis ao toque deixam a casa ainda mais aconchegante, enquanto nos dormitórios as cores aparecem discretamente. A iluminação natural e a paisagem invadem todos os ambientes através das amplas janelas com esquadrias escuras.

Café Coutume | Laboratório de Sabores

Os adoráveis cafés e bistrôs espalhados por Paris tornam a ‘Cidade Luz’ ainda mais encantadora. Um desses estabelecimentos modestos, mas incríveis, é o recém-inaugurado Café Coutume, cujo projeto de interiores foi idealizado pelo estúdio CUT Architectures.

Especialistas na bebida, os proprietários apostam em misturas inesperadas, sabores exóticos e comidinhas orgânicas, tudo para que seus clientes possam redescobrir os prazeres de um bom café. Essa atmosfera de experimentações gastronômicas inspirou os designers a criar um espaço com ares de laboratório, com balcões de azulejos brancos, cortinas plásticas, mesas de aço inox e lindos artefatos de vidro em formatos de tubos de ensaio e dosadores.

Misturados aos acessórios científicos, destacam-se detalhes de uma arquitetura tipicamente francesa, como o pé-direito generoso, as molduras no teto e as colunas trabalhadas, realçadas com a pintura escura.

Altar de Mármore na França

Já que estamos falando de mármore, conheçam o novo altar da igreja romanesca St. Hilaire, localizada na cidade de Melle, na França. Usando diversas camadas do material, o designer Mathieu Lehanneur projetou um cenário inspirado pela topografia da região e suas formações sedimentares.

A intenção era conectar o santuário à paisagem que o cerca, usando elementos naturais do terreno. O bloco mineral de formas orgânicas é complementado pelos móveis cerimoniais, o púlpito e o suporte para a Bíblia, feitos de alabastro em tons similares aos das pedras usadas originalmente na construção da igreja, durante o século XI.

A cumplicidade entre o altar e seu meio se completa com o batistério, escavado no próprio mármore. A água clara que ele comporta parece ter sido tirada do rio que corre sob o solo, logo abaixo da edificação. Mathieu conseguiu criar um espaço de grande impacto visual, digno de adoração. Arquitetônica, é claro.

Postais de Ëlodie

Especializada em ilustrações de moda e retratos femininos, a designer francesa Ëlodie criou esse ano uma série de cartões postais e cadernos para a loja La Marelle. Com traços delicados e um bom uso das cores, seus trabalhos são sempre feitos à mão e finalizados no PC posteriormente. Confiram a série completa abaixo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: