Posts Tagged ‘ futuro ’

SEXTA INSPIRADA! VERMELHO

Uns amam, outros odeiam. O vermelho, forte e marcante, nunca passa batido. O que dizer então de espaços quase que inteiramente tomados pela cor e suas nuances? No mínimo instigantes. Descubra como o vermelho total pode funcionar em mostras, escritórios, escolas, hotéis e até mesmo em casas.

Presença de impacto

Não tinha como não se surpreender. Quem quer que entrasse no lounge concebido pelo arquiteto Leo Romano durante a Casa Cor Brasília de 2010, tinha os olhos invadidos pelo forte vermelho que reinava absoluto, cobrindo paredes, teto e objetos. Móveis em amarelo e o enorme sofá multicolorido no centro do ambiente funcionavam como pontos de destaque, atraindo o olhar. Ousado, Leo fez questão de marcar presença na mostra criando um projeto inesquecível.

Mistura de texturas

Do lado de fora, o branco das ruas cobertas de neve — cena comum durante os invernos da cidade de Bruxelas, na Bélgica. Já no interior do loft, um brusco contraste: um cômodo quase totalmente vermelho, a não ser pelo piso. Alain Gilles, designer responsável pelo décor do imóvel, aproveitou as diferentes texturas das paredes para que o resultado não fosse monótono. Assim, madeira, tijolinho e porta ganharam suas versões avermelhadas.

Luz no fim do túnel

O corredor e a sala de almoço desse apartamento são literalmente um túnel, revestido com exatas 36 portas resgatadas de outra construção. A solução um tanto quanto improvável foi ideia do estúdio LOT-EK e do empreiteiro Andreas Scholtz, que buscavam uma maneira de tornar esse pequeno espaço mais convidativo para os moradores. Por trás do acabamento brilhante, nichos planejados acomodam objetos e louças.

Encontro de trabalho

Prestigiado com diversos prêmios na área, o estúdio Ministry of Design, com base em Singapura, não podia fazer feio em sua própria “casa”. E não fez. As instalações do novo escritório, cuja obra foi finalizada em 2010, são dinâmicas e inovadoras. Uma das saletas, ambiente de encontro da equipe, ganhou acabamento e estofados vermelhos, pra estimular animadas conversas.

Berço de ideias

Com o objetivo de incentivar os alunos do primeiro ano do curso de Engenharia, a University of South Australia decidiu conceder-lhes um centro de aprendizado irreverente. O escritório escalado para a concepção do espaço foi o Woods Bagot, especialista em projetos corporativos e institucionais. Em uma proposta divertida, parte do núcleo criativo possui placas vermelhas como revestimento e móveis também nessa cor.

De volta para o futuro

Quando foi inaugurado, em 2005, o hotel Puerta America, na Espanha, causou rebuliço. Isso porque os diversos andares do edifício foram divididos entre grandes estrelas da arquitetura, como Zaha Hadid, Ron Arad e Norman Foster, que realizaram surpreendentes propostas futuristicas nas suítes e corredores. Além do mais, foi nos cômodos do hotel que o público pôde descobrir toda a versatilidade do Corian, material usado em paredes e móveis para criar verdadeiras esculturas arquitetônicas.

Ahhh, e não esquecemos do ambiente do Roberto Migotto na Hyundai Mostra Black não. Quer revê-lo? Clica na foto!

Anúncios

MUDD, UM CLUBE FUTURISTA

{ A intenção era publicar esse post no sábado, dia de balada, mas… só deu pra terminar hoje mesmo. }

Em 1988, a cidade de Estrasburgo, na França, foi classificada como Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO. Todos os prédios, ruas e bairros são considerados de grande valor cultural, pois representam a herança medieval daquele país. Agora imagine sair dessas ruas de paralelepípedo, cercadas por construções peculiares, e de repente chegar a um porão totalmente futurista? É com esse choque de eras que os clientes do Mudd Club começam suas noites de sábado.

Surpreendente, o projeto do estúdio NUERA brinca com essa disparidade criando uma atmosfera de vanguarda, onde o branco – cor freqüentemente usada em espaços futuristas – é substituído pelo preto, presente do piso ao teto, inclusive nos móveis. Para criar ainda mais dinamismo e movimento, pinturas geométricas cobrem algumas das paredes, trazendo cores vibrantes, como o amarelo e o laranja.

Fotos via We Heart UK

Clube Josefine | Roxy em BH

Não é sempre que um designer tem a chance de reprojetar um espaço ou produto idealizado por ele próprio. Freqüentador da agitada vida noturna de Belo Horizonte, o DJ e também arquiteto Fred Mafra pôde viver essa experiência com o Josefine|Roxy, um clube noturno de 955 m² cujos interiores foram planejados por ele em 2007 e agora novamente em 2011.

Na tentativa de estar sempre apresentando novidades e conquistando novos freqüentadores, os proprietários do estabelecimento sentiram a necessidade de reformular os ambientes e propor uma atmosfera totalmente diferente. Seguindo uma direção contrária à da versão passada, que exibia fortes influências retrô, cores vibrantes e uma  estética lúdica à la Verner Panton, Fred criou um clube ousado e futurista, onde a iluminação é protagonista.

Os revestimentos coloridos deram lugar a estruturas hexagonais iluminadas que lembram colméias gigantes. Em uma constante variação de cores, os desenhos geométricos parecem mover-se ao som da música, criando ilusões de óptica e despertando os sentidos de quem curte a pista.

Confesso que a primeira proposta me parece mais divertida que a atual. E vocês? Preferem antes ou depois?

Vitrine Pivotante | Loja da Atrium em Londres

Como um quebra-cabeça gigante, painéis pivotantes giram e se encaixam formando uma enorme parede mutável em frente à vitrine da loja Atrium, em Londres. A intenção das estruturas é poder controlar a intensidade de luz natural que penetra nos interiores e também criar momentos de escuridão quando necessário. Idealizado pelos designers do Studio RHE, o showroom da marca possui linhas modernas e futuristas, com detalhes em preto, branco e verde ácido.

O principal motivo para a criação de um novo espaço para a Atrium é a mudança no foco da empresa, que recentemente deixou de comercializar móveis de design para se dedicar à iluminação de alto padrão, como luminárias e pendentes da FLOS. Uma loja um tanto teatral que chama a atenção dos clientes para essa grande mudança.

Pop-up Futurista

Através de um elaborado jogo de iluminação e reflexos, os designers poloneses dos estúdios Super Super e Inside / Outside conseguiram multiplicar as dimensões de uma pequena loja pop-up em Varsóvia. Inaugurada em Dezembro, a loja permaneceu aberta por apenas 3 meses e foi instalada dentro de dois contêineres totalmente pretos no centro da cidade, chamando a atenção dos pedestres.

Os clientes que ficavam curiosos para descobrir o que a ‘caixa preta’ escondia eram surpreendidos por uma atmosfera futurista, onde espelhos nas paredes e no teto traziam a ilusão de araras infinitas, valorizando as roupas descoladas da marca independente Zuo Corp. O objetivo era causar o maior impacto possível dentro de um orçamento – e de um espaço – bem apertado.

Sexta Inspirada! Especial * COOL HUNTING

Essa semana decidi fazer uma Sexta Inspirada! diferente.

Depois de ter perdido o período de inscrição no semestre passado, em Agosto finalmente consegui começar meu curso de COOL HUNTING na Escola São Paulo. O curso é coordenado pela pesquisadora e jornalista Sabina Deweik e tem o objetivo de nos introduzir ao Cool Hunting, ou seja, a habilidade de observar o comportamento das pessoas, interpretá-lo e dessa forma projetar o futuro, conseguindo assim determinar tendências de consumo e orientar empresas quanto ao seu posicionamento no mercado.

Ainda estamos nas primeiras aulas, mas já deu pra aprender bastante coisa, então resolvi compartilhar com vocês. (Assim também já fixo ainda mais o conteúdo). Entendam sobre as maiores tendências do mercado atual e como elas se manifestam no mundo do design de interiores e arquitetura.

Boa leitura!

 As 6 tendências do consumo emergente

O Consumo Arquetípico

A melhor maneira de descrever esse fenômeno é através do termo Genius Loci, que significa ‘o talento e o espírito de um lugar’. É usado para definir tudo aquilo que tem como ponto de partida as raízes e tradições de determinado povo ou região, e que por conseqüência nos remete à cultura e história daquele local. A valorização das origens e da autenticidade é uma nova mentalidade que cresce entre os consumidores contemporâneos.

Design Arquetípico

* O crescente número de parcerias entre designers e artesãos, buscando dar nova cara aos produtos e gerar fontes de renda para as comunidades.

* Objetos feitos à mão, como cumbucas e personagens de barro, ganhando destaque em ambientes contemporâneos, como o living abaixo, idealizado por Sidney Quintela.

* Móveis e acessórios de inspiração indígena sendo usados como itens decorativos, como acontece no hotel Uxuá, em Trancoso, na Bahia.

O Consumo Transitivo

Normalmente associada ao universo infantil e lúdico, essa tendência nasceu a partir das novas relações que as pessoas passaram a estabelecer com os objetos de consumo. É caracterizado quando existe uma ligação afetiva entre o consumidor e o produto, quando esse passa a preencher uma lacuna de transição entre o que é considerado seguro e o novo, que pode causar receio. Juntas, as sensações de familiaridade e de novidade conquistam adeptos de todas as idades.

Design Transitivo

* Os bloquinhos LEGO, um dos mais clássicos brinquedos de todo o mundo, têm assumido novo papel nos últimos anos e agora são usados até mesmo em móveis, como a bancada de cozinha criada por Simon Pillard e Philippe Rossetti.

* Originais e divertidos, os acessórios domésticos criados por marcas como a italiana Alessi e a tailandesa Propagandaonline, ajudam a encarar as tarefas diárias com bom-humor.

* Para o lançamento da coleção de inverno 2010, Et Circenses, da marca Melissa, o designer Marcelo Rosenbaum criou uma ambientação inspirada nos divertidos circos.

O Consumo da Memória Vital

Não é de hoje que criadores do presente voltam ao passado em busca de inspiração. Além da recuperação de elementos vintage, esse retorno às décadas passadas também é uma forma de reconstruir o que já foi produzido anteriormente e introduzir novas visões dentro desse universo. Dessa forma, a memória acaba se tornando uma maneira de projetar o futuro.

Design da Memória Vital

* A tendência retrô faz tanto sucesso atualmente que a Brastemp, após lançar o frigobar de look antiguinho, ampliou essa linha com a geladeira tamanho padrão e o fogão.

* Antonio Ferreira Jr. e Mario Celso Bernardes formam uma talentosa dupla de arquitetos que consegue unir os estilos contemporâneo e retrô em diversos tipos de projeto, como nos espaços abaixo.

O Consumo Compartilhado 

Dizer que as pessoas estão cada vez mais conectadas já não é nenhuma novidade, mas, ao contrário do que muitos pensam, esse comportamento não se limita somente ao mundo virtual. Atualmente existe entre os indivíduos um forte desejo de conviver em comunidade e compartilhar experiências de vida e também de consumo. Isso transforma as cidades em grandes centros de integração social, onde os espaços e eventos públicos estimulam o espírito coletivo.

Design Compartilhado

* Nos últimos anos, o renomado Salão do Móvel, que acontece em Milão, ganhou dimensões ainda maiores e em Abril transforma a cidade inteira em um grande centro cultural.

* Parques públicos como o High Line, em NY, renovam as paisagens urbanas e aproximam as pessoas. Na China, o Tanghe River Park, às margens do rio de mesmo nome, possui um banco vermelho comunitário que serpenteia por toda a extensão do terreno, convidando os visitantes a curtirem a paisagem em conjunto.

* Localizado na França, o complexo aquático Les Bains des Docks funciona como uma piscina pública, trazendo divertimento para adultos e crianças.

O Consumo DecontrActive

O conceito de luxo está mudando. Se antes o que mais importava eram a ostentação e o excesso, hoje em dia as pessoas buscam a simplicidade, o conforto e a qualidade de vida. O novo luxo é ter tempo para desacelerar e cuidar do corpo e da mente em busca do equilíbrio. Assim nasceu o Slow Living, um lifestyle onde o importante é desfrutar dos pequenos prazeres cotidianos.

Design DecontrActive

* Grandes escritórios agora possuem as chamadas ‘Salas de Descompressão’, que são cômodos aos quais os funcionários podem recorrer quando precisam desestressar.

* De uns tempos pra cá, os banheiros cresceram e passaram a ser chamados de salas de banho ou até mesmo home spas, ambientes onde os moradores encontram relaxamento e prazer.

* Móveis confortáveis, como os futons ou a poltrona Mandacaru, assinada por Baba Vacaro, remetem ao estilo de vida zen e descontraído.

O Consumo da Ocasião

A fuga da rotina é a grande proposta desse tipo de consumo. Através de iniciativas e propostas surpreendentes, marcas e instuições atraem o olhar das pessoas proporcionando experiências únicas e inesperadas, extraordinárias. A idéia de oportunidades imediatas e imperdíveis também funciona como chamariz.

Design da Ocasião

* As lojas pop-up já são sucesso em diversos países, inclusive aqui no Brasil, e atraem uma boa clientela. Mas e quanto à uma capela pop-up? No final de Julho, 12 casais fizeram seus votos sagrados sob um pequeno arco de papelão montado no Central Park.

* Munidos de guarda-chuvas vermelhos, cerca de 300 jovens se reuniram em 2010 em uma praça de Roterdã para curtir um bar temporário organizado pelos estúdios DUS Architecten e Studio for Unsolicited Architecture. A estrutura do espaço era feita somente com os guarda-chuvas.

A arte geométrica de Lauren Bahr

Para a ilustradora Lauren Bahr, a arte funciona quase como um ritual terapêutico. Ela se sente praticamente doente se fica muito tempo longe das telas, lápis e canetas, e é declaradamente obcecada por cores. Suas formas geométricas ora representam divindades e totens, ora plantas de grandes colônias espaciais, ou até mesmo sonhos em que vive uma super-heroína.

Lauren não é totalmente avessa à tecnologia, mas prefere criar seus trabalhos com as próprias mãos, mesmo que o resultado carregue pequenas imperfeições. Afinal, errar é humano, e o valor de cada imagem que constrói é justamente o toque pessoal.

%d blogueiros gostam disto: