Posts Tagged ‘ jardim ’

DECORAÇÃO COM PERSONALIDADE

Certas casas não têm nada de mais, mas ao mesmo tempo têm tudo. Isso porque são mais do que simples casas. São lares, e com espaço de sobra pra memórias de família, ideias autênticas e objetos preciosos para os moradores. É em um desses lugares incomparáveis que o casal de designers australianos Bonnie e Neil leva uma vida tranqüila e feliz no bairro de Brunswick há quase sete anos.

Até hoje Bonnie ainda lembra o que a fez se apaixonar pelo imóvel à primeira vista: a abundante luz natural e as árvores crescidas no jardim, incluindo exemplares de jacarandá, figueiras e oliveiras. Mas havia um porém. Quase todas as paredes e superfícies estavam pintadas em um tom azul pastel, a não ser pelo banheiro e pela cozinha, respectivamente amarelo vibrante e azul intenso.

Fica fácil concluir que a maior parte da reforma envolveu a pintura de todas essas paredes no mínimo incomuns. O resultado? Uma morada única, completa com móveis criados pelos próprios moradores, obras de arte e detalhes delicados.

Fotos via The Design Files

TENDÊNCIAS DE DECORAÇÃO PARA 2012

Finalmente estamos de volta e já com boas novidades! Quer descobrir quais são as maiores tendências do morar para esse ano que se inicia??? Hoje fiz um post lá no Casa de Valentina sobre o tema, com mensagens e imagens definitivamente inspiradoras, pra você curtir cada vez mais a sua casa. Afinal, entre todas as macro e micro tendências de 2012, a que mais se destaca é: AME O SEU LAR!

{ Clique na foto e leia a matéria exclusiva no Casa de Valentina !!! }

SEXTA INSPIRADA! HOME OFFICE

Com as cidades cada vez mais atoladas pelo trânsito, a solução de trabalhar em casa parece ganhar cada vez mais adeptos. Além de proporcionar mais conforto, menos stress e menos gastos, os home offices ainda permitem que a pessoa conviva mais com os filhos ou animais de estimação. Confira alguns ambientes que provam que o futuro do trabalho é ser feito dentro do lar doce lar.

Jardim na parede

Mesmo pequeno, o home office das cenógrafas Gigi Barreto, Olivia Azevedo e Natasha Frota, consegue surpreender qualquer um. Isso porque, em busca de deixar o ambiente mais aconchegante e poético, elas tiveram a incrível ideia de forrar a parede da janela com hera sintética. Essa foi uma maneira inusitada de trazer a natureza mais pra perto — mesmo que seja artifical.

Iluminação diferenciada

Por mais que esse projeto seja um espaço de mostra, a metragem reduzida o aproxima dos escritórios reais, onde é preciso tirar proveito de cada cantinho disponível. O grande diferencial é o pé-direito duplo, que permitiu a brincadeira com pendentes e travas de aço proposta pelos designers Marcelo Jardim e Tiago Freire. Essa foi mais uma participação da dupla na Casa Cor RJ, na edição de 2011.

Com vista para o verde

Praticamente todos os cômodos da residência idealizada por Lia Siqueira em Mangaratiba, no Rio, se relacionam com o jardim, inclusive o home office. Ao invés de divisórias fixas, portas de correr fazem a ligação entre interior e exterior, enquanto a bancada de madeira fica desencostada das paredes. Com poucos móveis e objetos, o maior destaque do ambiente é mesmo o lado de fora.

Alma de artista

Obras de arte e peças de estilos completamente diferentes — uma mesa de centro rústica e uma bancada de trabalho futurista — convivem em perfeita sintonia na casa de uma artista plástica francesa. Ali, no living mesmo, a moradora consegue trabalhar sem preocupação e ainda desfruta da luz natural vinda do terraço. A estante de madeira reúne poucos elementos, sem pesar no visual.

Estante vazada, mais claridade

Em um amplo ambiente praticamente sem divisórias, o arquiteto e designer Omer Arbel propôs um home office integrado ao restante da área social para o lar de seu colega de trabalho. Na estante, com desenho também assinado por Arbel, o morador guarda sua coleção de discos, livros e arranjos de cactos.

Inspiração no ateliê

Além da luminosidade natural, que se reflete no piso e nas paredes brancas, a grande sacada desse escritório é que a bancada fica no centro do ambiente, longe de qualquer parede. A mesa branca também possui um detalhe bem bacana: sob o tampo de vidro é possível guardar objetos e livros, ou mesmo imagens de inspiração. Com pés de cavalete, o móvel pode facilmente ser reproduzido em qualquer marcenaria. Para tornar o cantinho ainda mais charmoso, a luminária azul fica ao lado do vaso de flores, que são sempre bem-vindas.

Fotos via Casa Claudia | Bamboo | Jean Francois Venet | Dwell | The Style Files

FIRMA CASA POR SUPERLIMÃO E IRMÃOS CAMPANA

A expectativa era grande. E como não seria? Quando dois dos estúdios mais criativos do país se unem a uma super renomada loja de design, o mínimo que se espera é que o resultado seja o máximo. Em um terreno de 950 m² em plena Alameda Gabriel Monteiro da Silva — a Oscar Freire da decoração –, a Firma Casa reabriu as portas de seu showroom no dia 25/10, revelando ao público uma nova proposta: ir além do comércio de móveis e se tornar também uma galeria de arte.

Para que esse posicionamento da marca não passasse em branco, a ideia era criar um espaço surpreendente e desafiador, algo como só os Irmãos Campana sabem fazer. Pra completar a receita de sucesso, foi só acrescentar à mistura os jovens designers do SuperLimão Studio, também conhecidos por seus projetos que fogem do lugar-comum. O paisagismo e a concepção artística foram concebidos pela dupla conhecida mundialmente enquanto a arquitetura e o interior são criação do jovem estúdio.

* Clique nas imagens para vê-las em um tamanho maior. Vale a pena!

O grande diferencial da construção de dois andares é a fachada, revestida de aço em estado bruto coberto por cerca de 3500 vasos de plantas, formando verdadeiras paredes verdes. Por sugestão de Fernando e Humberto Campana, cada um dos vasos de alumínio desenhados pelo Superlimao ganhou alguns exemplares de Espada-de-São-Jorge, espécie popularmente conhecida por trazer proteção e espantar o ‘mau-olhado’.

No interior da loja, a combinação de materiais e estruturas sem acabamento garantem uma atmosfera de ar industrial, do piso de concreto aos dutos de ar condicionado e instalações elétricas aparentes. Além da flexibilidade de poder ser usado de diversas maneiras, esse cenário ainda faz com que os móveis de design e as obras de arte ganhem ainda mais destaque.

Fotos por Maira Acayaba via Yatzer

SEXTA INSPIRADA! TERRAÇOS E ÁREAS EXTERNAS

Já estamos quase no verão — teoricamente, porque os termômetros parecem ainda não ter percebido. Tomar sol, sentir uma brisa refrescante na rede, ter um belo almoço ao ar livre com a família, curtir o barulho do mar… Esses e outros prazeres que são ainda mais deliciosos nessa estação inspiram a curtir a vida fora de casa, no quintal, na varanda, no terraço.

Com o pé na areia

Sem dúvida, a vista para a praia é o grande destaque do imenso terraço de uma casa concebida pelos arquitetos do Bernardes + Jacobsen no litoral. Entre esse ambiente e o living, não há barreiras, justamente para não bloquear a paisagem. O mobiliário reúne grandes peças do design nacional, como as poltronas Mole, de Sergio Rodrigues e Astúrias, de Carlos Motta.

Design ao ar livre

Robustas esquadrias de vidro que se abrem por completo permitem que o pátio externo da casa da arquiteta Lili Barboza esteja totalmente integrado ao living, complementando uma enorme área social. Além do jardim vertical de folhagens fartas e das espécies de diferentes portes, os outros destaques do espaço são os móveis de grife assinados por designers como Patricia Urquiola. Conheça a residência completa no site da Casa Vogue.

Descanso sob a pérgola

Convidativo e descomplicado. O quintal da casa decorada por Alexandra Angle em Los Angeles é assim, simples, sem nada muito elaborado, mas não por isso menos aconchegante. De inspiração escandinava, o ambiente quase não tem móveis e possui revestimentos brancos que refletem a luz do sol.

Para o deleite das crianças

Munido de experiência no assunto, muita boa vontade e um espírito DIY, o arquiteto John Tong transformou um antigo depósito de leite de Toronto em um lar original e divertido, que funciona como um enorme playground para seus filhos. Como se fosse uma extensão do living, o pátio externo é o ponto alto da casa, equipado com mesa para refeições ao ar livre, balanços e uma estrutura existente que futuramente será uma casa na árvore.

Pura brasilidade

Marcelo Rosenbaum, grande entusiasta do jeitinho brasileiro de morar, idealizou uma varanda realmente singular para o apê de Flávia Alessandra e Otaviano Costa. Diferentes elementos foram misturados de forma harmônica, como as cadeiras coloridas, a parede de madeira rústica e o piso geométrico com desenho assinado pelo designer, tudo carregado de identidade nacional. Veja mais fotos do projeto no site da Casa e Jardim.

Tijolinhos pretos e estampas

Um cantinho gostoso com muitas almofadas, um sofá de alvenaria e estampas divertidas pra alegrar. Pra completar, arte emoldurada na parede, tijolinhos pretos que são um charme e plantas floridas. Num precisa de mais nada né?

Veja também as matérias:

Sexta Inspirada! Jardins e áreas externas

Sexta Inspirada! Casa na árvore

SEXTA INSPIRADA! HALL DE ENTRADA

Seja ele pequeno ou amplo, o hall de entrada é o ‘cartão de visitas’ de qualquer lar. É nele que os moradores reúnem objetos significativos que declaram traços de sua personalidade ou de seu estilo. Os projetos a seguir dão exemplos do quão singulares podem ser esses espaços.

Elegância anunciada

Antes mesmo de conhecer o living do apartamento idealizado por Dado Castello Branco para a Hyundai Mostra Black, os visitantes já podiam espiar a cozinha e a sala de jantar através de uma parede de vidro no hall de entrada.  Revestido com lâminas de madeira escura, o pequeno cômodo antecipava a paleta de cores sóbrias e a sofisticação que permeava todo o projeto.

Entrada de impacto

Quem chega à casa da arquiteta Lili Barboza na capital paulista é recepcionado por longos degraus que parecem não se tocar, em parte inspirados pelo trabalho de Mies van der Rohe. Outro detalhe impossível de não ser notado é a mistura afinada de materiais, como o concreto ripado, o limestone e o vidro, usado em painéis que revelam parte da coleção de arte e design da família.

Natureza exposta

Após esperar quase 40 anos para finalmente ter uma casa nas ilhas Orcas, em Washington, EUA, a proprietária, uma senhora com saúde já fragilizada, decidiu que seu lar deveria valorizar o elemento que a fez se encantar pela região décadas antes: a natureza ao redor. Seu desejo foi prontamente atendido pelos arquitetos do Gary Gladwish Architecture, que planejaram grandes aberturas de vidro por toda a residência para deixar a paisagem sempre à vista e ainda instalaram um pequeno jardim de inverno com musgos logo na entrada.

Receber com arte

Para os amigos de um casal de Curitiba que vive em São Paulo, não restam dúvidas: os proprietários amam arte contemporânea. Essa declaração fica clara graças ao grande painel assinado pelo artista Bruno 9velli, – veja mais sobre o trabalho dele aqui – logo em frente ao elevador. Com ambientação concebida pela designer Paula Almeida, o imóvel traz ainda muitas outras obras de arte e móveis de design.

Integração total

Portas de correr que se abrem por completo possibilitam que o hall do apê decorado por Diego Revollo em São Paulo seja usado de duas maneiras: da forma tradicional, mais reservada, quando as visitas entram pela porta principal, ou de um jeito mais arrojado, em que tudo fica integrado e quem sai do elevador já está praticamente no living.

Sexta Inspirada! Jardim Vertical

Não é de se estranhar que os jardins verticais tenham conquistado tantos adeptos. Já que as cidades ficam cada vez mais cinzas e a maioria das casas e apês não tem quintais ou varandas, a melhor solução é apelar pras paredes e cobri-las de verde. A crescente busca por estar mais próximo da natureza é uma tendência que, ao que tudo indica, ainda estará presente por muitos anos. Quem sabe num futuro próximo todo mundo não terá um jardim vertical?

Verde ao redor da piscina

Para aproveitar ao máximo a generosa área externa com piscina, a moradora desse imóvel sabia que precisaria de um profissional talentoso para conceber um paisagismo de encher os olhos. Sem hesitar, ela logo contratou o experiente Gilberto Elkis, que bolou um jardim exuberante, com muros repletos de espécies em uma grande variedade de cores e folhagens.

Blocos invertidos e fundo roxo

Algumas ideias surgem assim mesmo, vemos em algum lugar e nos empolgamos pra repetir em casa. Foi assim com a dona de uma residência em São Paulo. Certo dia ela viu o paredão de uma loja com blocos invertidos e vasos encaixados, achou lindo e pediu um igual pras meninas da Casa 14 Arquitetura, responsáveis pela reforma. O tom de roxo foi só pra trazer ainda mais graça.

Vertical e suspenso

Quem já leu aqui no REFERANS sobre os Woolly Pockets sabe que esse produto versátil é a alternativa perfeita pra criar uma paisagem vertical sem causar um rombo no orçamento. Infelizmente – pelo menos até onde eu sei –, eles ainda não são vendidos aqui no Brasil. Mesmo assim, vale se inspirar nos cenários que a empresa cria para divulgar os diversos modelos disponíveis, como esse suspenso, feito pra ser pendurado no teto.

Spa particular

Quando precisa de bons momentos de relaxamento, Cynthia Chua, dona de uma rede de spas em Singapura, se refugia em sua sala de banho ao ar livre. O tamanho da abertura no teto para a entrada de luz do sol nem precisou ser muito grande, apenas o suficiente para cobrir toda a banheira de pedra. Assim Cynthia pode tomar longos banhos com vista para o céu. Certamente um cantinho pra se esquecer do mundo.

Destaque na Casa Cor

Ultimamente, em todas as edições da Casa Cor, seja em São Paulo ou na Bahia, os jardins verticais marcam presença em pelo menos uns dez projetos. No ano passado, os arquitetos Paulo Rosenstock e Luciana Blagits usaram samambaias viçosas para trazer vida ao Home Theater da mostra em Santa Catarina. Já na edição carioca desse ano, uma parede verde valoriza a Praça Casa Cor, ambiente assinado pelas paisagistas Marisa Lima e Emmilia Cardoso.

Fachadas vivas

E quem disse que eles só podem ser usados no interior das casas? Fachadas inteiras, de residências e até de grandes prédios, já receberam espécies verdejantes, transformando a paisagem urbana. Eis aqui dois exemplos incríveis: a Casa JH, com arquitetura idealizada pelo escritório Bernardes & Jacobsen e paisagismo concebido por Gica Mesiara, e o projeto do estúdio Samyn and Partners, com muros vivos e recortes fechados por vidro.

Além das casas

Os espaços comerciais também não ficam de fora. No aeroporto de Biggin Hill, próximo a Londres, os designers do estúdio SHH incluíram um jardim vertical no lounge para os passageiros VIP da companhia aérea Rizon Jet. Agora até mesmo as vitrines de lojas estão exibindo plantas variadas, caso da Replay, em Barcelona.

Leia também: Sexta Inspirada! Jardins e Áreas Externas.

%d blogueiros gostam disto: