Posts Tagged ‘ marrom ’

UM LIVRO DE DAR ÁGUA NA BOCA

Quem decide ler o EAT ME, do estúdio chinês Viction:ary, corre o sério risco de lascar uma mordida na capa. Isso porque ela é toda coberta por uma textura que lembra uma boa camada de wafer. O divertido livro aborda tópicos como design de embalagens culinárias, eventos gastronômicos, projetos de identidade visual e decoração de restaurantes. A publicação pode ser encontrada na Amazon, então se quiser dá pra comprar… só que é mais seguro manter fora do alcance de crianças comilonas… Nunca se sabe!

Fotos via MocoLoco

Anúncios

SEXTA INSPIRADA! SALAS DE JANTAR

Nos lares contemporâneos, a sala de jantar conquistou definitivamente seu espacinho na área social, o que fez com que esses ambientes ficassem cada dia mais bonitos. Além disso, as grandes mesas passaram a ser usadas todos os dias, e não apenas em eventos ou festas pros amigos. Descubra cinco projetos surpreendentes que deixam a melhor hora do dia ainda mais gostosa.

Vitrine de memórias

Despojado, o apartamento da jovem arquiteta Gabriela Marques tem uma área social totalmente livre de paredes, onde cozinha, sala de jantar e home theater convivem em harmonia. Atrás da mesa de refeições, uma grande estante de marcenaria conta com diversos nichos quadrados onde Gabi expõe peças de decoração e itens queridos garimpados em viagens. Conheça o apê completo no Casa de Valentina.

Identidade brasileira

Idealizada por ninguém menos que o grande arquiteto modernista Paulo Mendes da Rocha, essa casa em São Paulo possui aberturas estratégicas que permitem a entrada de luz do sol em praticamente todos os cômodos. Com acesso a um pequeno terraço interno, a sala de jantar é um destaque à parte, com seu piso de azulejos hidráulicos coloridos e cadeiras descoordenadas.

Imponente e colorida

A tarefa da badalada designer Ilse Crawford não era fácil: como modernizar um casarão georgiano na Inglaterra sem comprometer a importância histórica do imóvel? Seus muitos anos de experiência na área a ajudaram a bolar um projeto definitivamente único. Uma das mudanças mais drásticas propostas por Ilse foi a de transformar o antigo salão de festas na sala de jantar com cozinha integrada. Pra arrematar a mistura entre presente e passado, cadeiras coloridas fazem par com um enorme espelho de moldura dourada.

Inspiração nórdica

Branco total. No piso de madeira pintada, nos móveis e nas paredes, a cor domina o espaço clicado pela fotógrafa Petra Bindel. A iluminação natural invade a sala através de uma porta envidraçada e reforça ainda mais a sensação de amplitude, além de valorizar o estilo escandinavo da residência.

Atmosfera masculina

Em tons sóbrios e escuros, o cinza e o marrom funcionam como pano de fundo para a mesa de jantar com cadeiras de madeira em um apartamento de ares masculinos na Bélgica. Nem mesmo o teto desse cômodo aberto é branco. Também cinza, ele destaca o divertido arranjo de luminárias pendentes pretas, fixadas como se estivessem todas interligadas, com os fios aparentes. Quem assina o décor é o estúdio Ooze.

Fotos via Casa de Valentina | Casa Vogue | Petra Bindel | Dezeen

Um oásis no deserto

Os tons terrosos e avermelhados do deserto do Arizona escondem paisagens estonteantes e incríveis belezas a serem descobertas, como a Brown Residence, uma casa de aço e vidro idealizada pelo estúdio Lake | Flato Architects. Apesar de ter sido construída dentro de uma reserva de golf e de estar cercada por conservados gramados, a residência é contemplada com a vista do deserto em quase todos os ambientes graças aos grandes painéis envidraçados que se abrem e estimulam a ventilação natural.

Na área externa o paisagismo reflete a identidade do local, exibindo cactos de diversos tamanhos e formatos e pedras originais do terreno. Para refrescar os dias em que o calor está beirando o insuportável, uma grande piscina de azulejos brancos acomoda a família.

Já nas noites mais geladas, uma lareira externa garante o conforto e reúne todos ao redor das chamas.

Conheça também um hotel no deserto.

Restaurante Concrete Blonde

Sóbria, escura e masculina. Assim é a atmosfera do Concrete Blonde, um restaurante recém-inaugurado na agitada região de Kings Cross, em Sidney. Concreto aparente no teto, piso de madeira ebanizada e uma enorme lareira em tons terrosos são detalhes decorativos alinhados com a proposta do intenso cardápio, que conta com diversas carnes, aves e outros pratos pesados, tipicamente australianos. O projeto de interiores ficou a cargo do estúdio Dreamtime Australia Design.

Os dois grandes destaques do espaço que acomoda até 100 clientes são a cozinha industrial, revestida de aço inox e aberta para o salão principal, e a adega, instalada em uma caixa de vidro com pequenos nichos para as garrafas. Outras boas ideias completam o charme do lugar:

// Enorme painel pop art feito com mosaico de pastilhas

// Nichos redondos de aço para armazenar lenha

// Luminárias encostadas na parede reforçam clima intimista

// Mão de metal segura bandeja com garrafas iluminadas

Especial | Casa Cor São Paulo 2011

Leia nossa matéria especial sobre o maior evento de decoração, arquitetura e design do país. Tendências, ideias e os melhores ambientes segundo o REFERANS.

No lobby de entrada, com ambientação de Julio Takano, os visitantes são introduzidos ao tema dessa edição, Dia a Dia com Tecnologia, por corpos prateados com luminárias no lugar das cabeças. Um visual inusitado e bem futurista.

Depois de passar pela bilheteria, chegamos à praça das esculturas e seguíamos nosso caminho em direção à Casa Cor quando vimos que o acesso estava bloqueado e que, para chegar ao restante dos espaços, seríamos forçados a visitar a Casa Hotel antes. Isso foi realmente irritante, porque os ambientes estavam super lotados e não são preparados para receber todo o contingente de público de uma só vez. Muitos bloqueios, escadas apertadas e arquibancadas depois, finalmente conseguimos sair do hotel e andar livremente pela mostra. Ufa!

Tendências

Neon Lights

Normalmente usados em bares e estabelecimentos de gosto duvidoso, os letreiros neon assumem novo valor na decoração. Já mostramos aqui alguns projetos que utilizam esse recurso, mas depois de encontrar os luminosos em três ambientes da mostra – de estilos bem diferentes por sinal – podemos dizer definitivamente que eles serão tendência nos lares urbanos.

No E-Lounge, assinado pela renomada arquiteta Fernanda Marques, uma instigante frase se tornou um dos maiores destaques da composição. Dentro do evento paralelo Brastemp Gourmet, o neon rosa brilha junto aos lindos fogões retrô instalados na cozinha divertida de Cristina Barbara. Já no playground da Casa Kids, projetado por Daniela Bello, o céu imaginário ganhou estrelas e nuvens iluminadas, além do arco-íris no pergolado.

Samambaia Pop

Outro elemento decorativo que volta a ter espaço nas casas luxuosas são as samambaias, plantas até então vistas como simples e populares. Na Casa Cor, as encontramos subindo pelas paredes, presas ao teto, como no loft criado por Leo Shehtman e também em vasos, como no living cheio de ostentação de Jorge Elias. Algumas até foram parar dentro do closet, ideia conceitual das designers Daniella e Pricilla de Barros para a Suíte do Conquistador.

Jardim na estante

Armário também é lugar de planta! Como uma alternativa aos jardins verticais convencionais – que, apesar de lindos, podem ser repetitivos – a paisagista Gigi Botelho decidiu aproveitar algumas malas e livros velhos e transformá-los em vasos inusitados, que aparecem junto a telhas antigas e até uma cabeça de veado ecofriendly. Tudo isso está exposto em uma enorme estante de Peroba de demolição, como uma verdadeira biblioteca viva.

Os melhores

Na Cabana Urbana, idealizada por Fábio Galeazzo, o que mais chama a atenção é a estante circular de marcenaria, instalada ao redor de uma grande janela redonda, e o assento suspenso Nestrest, que representa um imenso ninho, proporcionando conforto e aconchego. Num clima bem brasileiro, o espaço reúne muitas outras sacadas interessantes, como as paredes multicoloridas, a cozinha giratória com cuba embutida, uma grande gaiola com lâmpadas ao invés de pássaros e o balcão da churrasqueira, coberto por azulejos estampados. Só pra completar, o designer ainda usou móveis assinados por profissionais brazucas, como o lindo aparador de Brunno Jahara e a poltrona Chifruda, de Sérgio Rodrigues.

Um dos nossos ambientes preferidos foi o Quarto do Jovem, criado por Paula Magnani e marcado por cores sóbrias e mobiliário despojado, como os cubos revestidos de azulejos do Estudiobola. Ao lado da cama com cabeceira revestida de lona, o cantinho de leitura conta com luminária holofote e poltrona de medidas generosas que traz comodidade para os estudos diários. A grande estante cinza, que serve de apoio para a bancada, tira proveito do pé-direito duplo e acomoda livros, DVDs e objetos queridos.

Foto acima: Reprodução

O premiado como melhor projeto de 2011 – e também meu favorito – foi o Concept Hall da Deca, concebido pelo veterano Roberto Migotto. Em um lounge de 270m² com estrutura de metal, o profissional instalou um grande espelho d’água, completando o interior com móveis de madeira, em tons cinza e amarronzados, e com os últimos lançamentos de louças e metais da Deca. Os destaques são a mesa de centro da Érea, coberta por um jardim de cactos, e o revestimento metalizado das paredes. Com o nome Club, o papel da marca holandesa Eijffinger tem efeito 3D e está à venda na loja Paper.com.

Foto acima: Reprodução

Foto acima: Reprodução

O mundo mágico das crianças

Na Casa Kids, a palavra de ordem é fantasia! De suítes com pequenas ‘tocas’ secretas a banheiros integrados com piso colorido, os cômodos são a realização dos sonhos de qualquer criança. O que mais gostei foi a escrivaninha / closet do Quarto da Estudiosa, de Éllen Cavalcante e Paula Ferraz. Uma gigante letra ‘A’ estrutura o móvel, valorizado pela pintura amarela e pela charmosinha cadeira Panton para pequenos.

Outra invenção meio maluca é a torneira lúdica da Brinquedoteca decorada pela Oca Oficina de Criação e Arquitetura. Uma chapa branca recortada em formato de nuvem esconde atrás de si diversas saídas de água que caem sobre uma bancada de pedra, simulando uma pequena chuva. O espaço ainda conta com uma enorme parece de lousa e uma roda-gigante com baldinhos que armazenam brinquedos e materiais escolares.

Ideias Possíveis

Nem todas as ideias da mostra são exageradas e impraticáveis. Algumas boas sacadas podem ser aproveitadas em nossas humildes casas, como a mesa de centro com base de garrafas vazias, destaque no lounge da Caixa, logo na entrada do evento. Estantes de acrílico ou vidro com prateleiras irregulares também podem ser reproduzidas em residências reais, assim como a horta na bicicleta, um dos detalhes encantadores da Praça das Palmeiras, idealizada pela paisagista Ana Paula Magaldi.

A Brigaderia de Flávia Gerab, além de ser um dos projetos mais lindos e docinhos de todos, revela quadros de crianças com fundos de tecido colorido, uma composição de pendentes solitários e bancos feitos de antigas latas reaproveitadas.

Foto acima: Reprodução

Fotos por Igor Giroto

Veja também nosso primeiro post sobre a mostra.

Casa Morás por Carolina Rocco

A fachada discreta com portão marrom e a pequena cobertura com círculos vazados sobre a entrada resguardam a residência projetada pela arquiteta paulistana Carolina Rocco, finalizada em 2010. Quem visita a casa pela primeira vez tem a impressão de que ela é térrea, mas, ao cruzar a porta, logo se depara com os degraus de madeira que levam ao andar inferior, onde se concentram a área social e o lazer da família.

Sem detalhes desnecessários, a estrutura da construção é simples, formada por um grande bloco revestido de concreto aparente e com recortes fechados por panos de vidro, permitindo a entrada de luz natural e a integração com a paisagem. Um segundo bloco, de proporções mais reduzidas e com acabamento externo em pedra, abriga o home theater, conectado ao living. O coração da casa.

Esse grande ambiente concentra diversas atividades diárias, de curtir a lareira e um bom filme aos lanchinhos no balcão da cozinha, que se prolonga e vira um apoio para o bar no espaço de jantar. Lindas portas de correr de madeira ripada separam a copa do living principal, e uma delas ganhou até mesmo um recorte para se encaixar nesse balcão branco, escondendo totalmente a cozinha quando necessário. Na outra face das portas foi usada tinta para lousa, uma idéia divertida para anotar receitas e recados.

Pra completar, um jardim dos fundos com vista para a mata e uma longa e estreita piscina para refrescar os dias de calor. No pavimento superior, no nível da rua, ficam os dormitórios e a área intima. Sobre o bloco de pedra do andar de baixo, um terraço garante ainda mais privacidade e conforto.

Restaurante Twister na Ucrânia

Quem for ao restaurante Twister, na Ucrânia, vai se sentir como um passarinho num ninho. Isso porque os arquitetos Sergey Makhno e Vasiliy Butenko pretendem cobrir as paredes e o teto de gravetos. O principal objetivo dessa idéia foi criar um espaço natural, moderno e confortável. Outras fontes de inspiração encontradas na natureza são as tempestades e os tornados, que dão nome ao estabelecimento.

O pé-direito duplo da área de refeições valoriza a instalação de pendentes que simulam gotas de chuva, enquanto cores sóbrias como bege, marrom e ocre reproduzem os tons da floresta. Um projeto inusitado e com apelo estético, mas será que vai funcionar no dia-a-dia? Não consigo deixar de imaginar esses gravetos cheios de pó em 1 ou 2 anos. O restaurante ainda não saiu do papel, então talvez os arquitetos bolem outra solução.

Conheça também o projeto de uma casa assinada por Sergey Makhno.

%d blogueiros gostam disto: