Posts Tagged ‘ Milão ’

Sexta Inspirada! Especial * COOL HUNTING

Essa semana decidi fazer uma Sexta Inspirada! diferente.

Depois de ter perdido o período de inscrição no semestre passado, em Agosto finalmente consegui começar meu curso de COOL HUNTING na Escola São Paulo. O curso é coordenado pela pesquisadora e jornalista Sabina Deweik e tem o objetivo de nos introduzir ao Cool Hunting, ou seja, a habilidade de observar o comportamento das pessoas, interpretá-lo e dessa forma projetar o futuro, conseguindo assim determinar tendências de consumo e orientar empresas quanto ao seu posicionamento no mercado.

Ainda estamos nas primeiras aulas, mas já deu pra aprender bastante coisa, então resolvi compartilhar com vocês. (Assim também já fixo ainda mais o conteúdo). Entendam sobre as maiores tendências do mercado atual e como elas se manifestam no mundo do design de interiores e arquitetura.

Boa leitura!

 As 6 tendências do consumo emergente

O Consumo Arquetípico

A melhor maneira de descrever esse fenômeno é através do termo Genius Loci, que significa ‘o talento e o espírito de um lugar’. É usado para definir tudo aquilo que tem como ponto de partida as raízes e tradições de determinado povo ou região, e que por conseqüência nos remete à cultura e história daquele local. A valorização das origens e da autenticidade é uma nova mentalidade que cresce entre os consumidores contemporâneos.

Design Arquetípico

* O crescente número de parcerias entre designers e artesãos, buscando dar nova cara aos produtos e gerar fontes de renda para as comunidades.

* Objetos feitos à mão, como cumbucas e personagens de barro, ganhando destaque em ambientes contemporâneos, como o living abaixo, idealizado por Sidney Quintela.

* Móveis e acessórios de inspiração indígena sendo usados como itens decorativos, como acontece no hotel Uxuá, em Trancoso, na Bahia.

O Consumo Transitivo

Normalmente associada ao universo infantil e lúdico, essa tendência nasceu a partir das novas relações que as pessoas passaram a estabelecer com os objetos de consumo. É caracterizado quando existe uma ligação afetiva entre o consumidor e o produto, quando esse passa a preencher uma lacuna de transição entre o que é considerado seguro e o novo, que pode causar receio. Juntas, as sensações de familiaridade e de novidade conquistam adeptos de todas as idades.

Design Transitivo

* Os bloquinhos LEGO, um dos mais clássicos brinquedos de todo o mundo, têm assumido novo papel nos últimos anos e agora são usados até mesmo em móveis, como a bancada de cozinha criada por Simon Pillard e Philippe Rossetti.

* Originais e divertidos, os acessórios domésticos criados por marcas como a italiana Alessi e a tailandesa Propagandaonline, ajudam a encarar as tarefas diárias com bom-humor.

* Para o lançamento da coleção de inverno 2010, Et Circenses, da marca Melissa, o designer Marcelo Rosenbaum criou uma ambientação inspirada nos divertidos circos.

O Consumo da Memória Vital

Não é de hoje que criadores do presente voltam ao passado em busca de inspiração. Além da recuperação de elementos vintage, esse retorno às décadas passadas também é uma forma de reconstruir o que já foi produzido anteriormente e introduzir novas visões dentro desse universo. Dessa forma, a memória acaba se tornando uma maneira de projetar o futuro.

Design da Memória Vital

* A tendência retrô faz tanto sucesso atualmente que a Brastemp, após lançar o frigobar de look antiguinho, ampliou essa linha com a geladeira tamanho padrão e o fogão.

* Antonio Ferreira Jr. e Mario Celso Bernardes formam uma talentosa dupla de arquitetos que consegue unir os estilos contemporâneo e retrô em diversos tipos de projeto, como nos espaços abaixo.

O Consumo Compartilhado 

Dizer que as pessoas estão cada vez mais conectadas já não é nenhuma novidade, mas, ao contrário do que muitos pensam, esse comportamento não se limita somente ao mundo virtual. Atualmente existe entre os indivíduos um forte desejo de conviver em comunidade e compartilhar experiências de vida e também de consumo. Isso transforma as cidades em grandes centros de integração social, onde os espaços e eventos públicos estimulam o espírito coletivo.

Design Compartilhado

* Nos últimos anos, o renomado Salão do Móvel, que acontece em Milão, ganhou dimensões ainda maiores e em Abril transforma a cidade inteira em um grande centro cultural.

* Parques públicos como o High Line, em NY, renovam as paisagens urbanas e aproximam as pessoas. Na China, o Tanghe River Park, às margens do rio de mesmo nome, possui um banco vermelho comunitário que serpenteia por toda a extensão do terreno, convidando os visitantes a curtirem a paisagem em conjunto.

* Localizado na França, o complexo aquático Les Bains des Docks funciona como uma piscina pública, trazendo divertimento para adultos e crianças.

O Consumo DecontrActive

O conceito de luxo está mudando. Se antes o que mais importava eram a ostentação e o excesso, hoje em dia as pessoas buscam a simplicidade, o conforto e a qualidade de vida. O novo luxo é ter tempo para desacelerar e cuidar do corpo e da mente em busca do equilíbrio. Assim nasceu o Slow Living, um lifestyle onde o importante é desfrutar dos pequenos prazeres cotidianos.

Design DecontrActive

* Grandes escritórios agora possuem as chamadas ‘Salas de Descompressão’, que são cômodos aos quais os funcionários podem recorrer quando precisam desestressar.

* De uns tempos pra cá, os banheiros cresceram e passaram a ser chamados de salas de banho ou até mesmo home spas, ambientes onde os moradores encontram relaxamento e prazer.

* Móveis confortáveis, como os futons ou a poltrona Mandacaru, assinada por Baba Vacaro, remetem ao estilo de vida zen e descontraído.

O Consumo da Ocasião

A fuga da rotina é a grande proposta desse tipo de consumo. Através de iniciativas e propostas surpreendentes, marcas e instuições atraem o olhar das pessoas proporcionando experiências únicas e inesperadas, extraordinárias. A idéia de oportunidades imediatas e imperdíveis também funciona como chamariz.

Design da Ocasião

* As lojas pop-up já são sucesso em diversos países, inclusive aqui no Brasil, e atraem uma boa clientela. Mas e quanto à uma capela pop-up? No final de Julho, 12 casais fizeram seus votos sagrados sob um pequeno arco de papelão montado no Central Park.

* Munidos de guarda-chuvas vermelhos, cerca de 300 jovens se reuniram em 2010 em uma praça de Roterdã para curtir um bar temporário organizado pelos estúdios DUS Architecten e Studio for Unsolicited Architecture. A estrutura do espaço era feita somente com os guarda-chuvas.

Anúncios

Achados da Semana

Crack Bowl | pendente de madeira com rachaduras propositais. Uma criação do coreano Kwon Jae Min

Anywhere Else | luminária de canto com efeito neon assinada por Emmanuel Babled e lançada durante o Salão do Móvel de Milão de 2011.

Ependes | castiçal idealizado por Nicolas Le Moigne. Os portas-vela individuais são fixados na base por ímãs, formando diferentes arranjos.

Yale | mesa de centro da marca MDF Italia. À venda no Brasil na loja Montenapoleone.

Cantante | luminária desenvolvida pela designer brasileira Claudia Moreira Salles. Disponível em cobre e diversos outros acabamentos.

Casa de Patrizia Moroso por Patricia Urquiola

Na Sexta Inspirada! dedicada à Patricia Urquiola já tínhamos citado essa residência, mas, como essa semana encontramos fotos lindas do projeto,  era mais do que justo fazer uma matéria completa.

De um lado, a diretora criativa de uma das maiores grifes de mobiliário contemporâneo do mundo: Patrizia Moroso, responsável por alavancar as carreiras de profissionais como Ron Arad e Massimo Iosa Ghini. Do outro, uma das mais concorridas e criativas designers dos dias atuais: Patricia Urquiola, que assina móveis para Kartell, B&B Italia e muitas outras marcas poderosas.

Uma parceria de tamanha proporção só poderia resultar em uma casa incrivelmente única, em um cenário também singular, na Itália. Moroso descobriu o terreno ao passar por uma tranqüila rua e notar uma espécie de jardim selvagem preservado por entre os muros. Ela logo descobriu que a propriedade estava à venda e que era vizinha de um extenso parque público. Depois disso não houve mais dúvida, era ali mesmo que ela construiria seu lar.

Em conjunto com o arquiteto milanês Martino Berghinz, Urquiola projetou uma estrutura de quase 3 mil m², cujas paredes de cedro escuro são sustentadas por vigas e pilares vermelhos, enquanto panos de vidro e janelas estratégicas permitem uma maior integração com a natureza. Um lugar sereno e arejado, com interiores coloridos e acolhedores, ideais para os encontros entre amigos organizados pela proprietária e seu marido, que herdou o costume de seu país natal, o Senegal.

A mistura de raças do casal se reflete na animada rotina como anfitriões, característica que orientou a distribuição dos ambientes internos. Reservado às visitas, o primeiro andar possui cozinha gourmet, quarto de hóspedes, sauna e piscina interna, brinquedoteca e ainda duas áreas de estar, sendo uma delas abaixo do nível do piso, como em alguns lares africanos. No pavimento superior concentram-se os dormitórios e um pequeno living com uma cozinha mais modesta.

O eclético mix de móveis traz ainda mais vida e história aos espaços. Muitas das peças são filhas únicas, assinadas por designers renomados, outras são protótipos dos produtos comercializados pela empresa Moroso, e algumas são ainda modelos descartados por falhas durante o processo industrial. Para a moradora, assim a casa se torna uma extensão de seu trabalho, de sua paixão.

Conheça os produtos incríveis lançados esse ano pela Moroso em Milão.

Pufe Slumber | Milão 2011

O estúdio de Aleksandra Gaca, nos Países Baixos, é especializado em desenvolver e facilitar a produção de tecidos inovadores e versáteis, como o modelo elástico usado para revestir o pufe Slumber, também idealizado pela designer. O móvel, disponível em 2 tamanhos, possui pequenas ‘orelhas’ que lhe permitem assumir diversos formatos. A peça foi um dos lançamentos da marca Casalis durante o Salão de Milão desse ano.

Armário Et Voilà | Milão 2011

Quando fechado, uma superfície totalmente lisa, e quando aberto, todas as roupas e acessórios à mostra ao mesmo tempo. Essa é a proposta do armário Et Voilà, um dos lançamentos da marca Lago durante o Salão de Milão. A idéia da designer Daniele Lago foi substituir as já monótonas portas de correr por um tecido flexível preso a trilhos.

Já tinha visto alguns projetos de armário com cortinas ao invés de portas e acho uma idéia muito bacana e econômica, mas sempre me perguntei se as roupas não pegariam pó. Bom, o Et Voilà resolve esse problema, porque o tecido fica bem esticado, vedando melhor. Além das portas, os cabideiros especiais possuem diferentes alturas e giram, tudo para facilitar ao máximo a escolha do outfit. Pra ficar ainda mais legal, pode-se usar um lindo tecido estampado!

Especial | Salão do Móvel em Milão 2011 – PARTE 3

Um mês depois da semana do Salão do Móvel de Milão, as novidades apresentadas por lá ainda reverberam em todo tipo de revistas, sites e blogs de design. Confiram nossa matéria final sobre esse grande acontecimento da área.

cadeira Bac One de Jasper Morrison para a Cappellini

Por conta da atual crise econômica européia, podemos dizer que os expositores do Salão tradicional estavam mais contidos. Mas, isso não foi necessariamente ruim, já que essas circunstâncias acabaram por dar destaque às mais de 400 mostras paralelas e eventos independentes espalhados pela cidade.

Os jovens designers vêm com tudo, desafiando antigos padrões e mostrando que há espaço pra todo mundo sob os holofotes. Um dos profissionais que fizeram sua primeira aparição em Milão foi o polonês Bashko Trybek, que divulgou 5 produtos coloridos e bacanas, como a estante modular Serpent.

Como já mostramos aqui, a Kartell e a Moroso ousaram em instalações inusitadas e lançamentos estimulantes, enquanto a maioria das grandes marcas preferiu não arriscar, optando por formas simples e cores neutras, sem muita inovação. Muitas empresas investiram também em releituras de designs consagrados ou mesmo reedições, como é o caso das cadeiras Antelope e Rocker, da inglesa Race Furniture. Ambas foram idealizadas por Ernest Race na década de 50 e agora aparecem em românticos tons pastéis.

Até mesmo o extravagante Philippe Starck se mostrou mais comedido do que de costume, como provam dois dos móveis que levam sua assinatura, a mesa King Top criada em parceria com Eugeni Quitllet, e a poltrona de espaldar alto, Lou Read, para a marca Driade.

Conforto e descontração. O hábito espanhol de tirar uma sonequinha após as refeições levou a designer Emanuele Magini a criar o banco/sofá Siesta, com encosto convencional, mas assento feito de rede. Outro sofá que fez bastante sucesso foi o modelo Rive Droite, desenvolvido por Christophe Pillet. O esqueleto de madeira confere à peça um visual natural, além de ser agradável ao toque.

De aparência leve e delicada, as peças de ferro laqueado da coleção FildeFer exibem apenas as silhuetas de tradicionais cadeiras e poltronas com estofado capitonê. Os móveis são assinados por Alessandra Baldereschi para a Skitsch. Também com estrutura delgada, o sofá Clubland, de Peter Emrys-Roberts para a Driade, possui acabamento em aço inoxidável e almofadas forradas com tecidos impermeáveis. Ambos podem ser usados tanto em áreas internas quanto externas.

Os brasileiros que estiveram em Milão conseguiram reconhecer fortes influências regionais no mobiliário do paraibano Sérgio J. Matos, que expôs uma de suas mais recentes criações no SaloneSatellite, a poltrona Balão, cuja inspiração veio das festas juninas.

Com ou sem crise, Milão ainda é a grande capital do design! Leia mais:

Especial | Salão do Móvel em Milão 2011 – PARTE 1

Especial | Salão do Móvel em Milão 2011 – PARTE 2

Sexta Inspirada! Uma noite no * C * I * R * C * O *

Pra quem não sabe, o filme Água para Elefantes, que está em cartaz nos cinemas, é baseado no best-seller de mesmo nome. O livro conta a história de um jovem veterinário que acaba indo trabalhar em um circo itinerante e vive diversas aventuras. Pegamos carona no clima circense e descobrimos vários tesouros.

1. Encontrei essa foto perdida no Flickr, então não tenho muitas informações sobre o local, mas, pela fachada dá pra perceber que esse é um daqueles circos que quem tem medo de palhaço vai evitar com certeza. A iluminação chama a atenção e valoriza detalhes interessantes, como o brilho no olhar do palhaço sombrio.

2. Batizada de Circus Violet Porcelain, essa coleção de adoráveis peças de porcelana para cozinha foi criada pelo Studio Violet para um evento em Estocolmo. Juntos, pratos, xícaras, pires e potes contam uma simpática historinha circense, com direito à bailarinas, equilibristas e animais ferozes.

3. O filho da designer Kate Dixon deve fazer inveja aos seus amiguinhos. Isso porque ele é o único que tem uma roda-gigante particular, que serve para guardar seus brinquedos de uma maneira inusitada. Pra completar a decoração temática de circo, uma cabeceira que lembra um toldo listrado e na parede, luzes de camarim gigantes.

4. Inspirado pelo emblemático nariz de palhaço, o designer Thomas Kral desenvolveu uma série de peças de cerâmica divertidas. Os recipientes não possuem tampas convencionais, ao invés delas, esferas de cortiça presas com elásticos coloridos quebram a monotonia e funcionam como verdadeiros narizes.

5. Durante o Salão de Milão desse ano, o estande da marca Meritalia estava em clima de alegria total. Um dos maiores lançamentos da empresa foi concebido pelo renomado designer Gaetano Pesce, responsável por um dos grandes clássicos da década de 60, a série Up. Sua mais nova criação é o colorido sofá Il Giullare, inspirado nos bobos da corte.

6. Christine Rudolph, que já trabalhou com revistas como a Vogue e a Elle Decor, faz incríveis produções para editoriais de moda e decoração. Graças ao seu estilo e percepção, uma antiga penteadeira vermelha se transforma no camarim da grande estrela do circo enquanto pôsteres gigantes e tecidos listradinhos arrematam a cena.

%d blogueiros gostam disto: