Posts Tagged ‘ pendente ’

ACHADOS DA SEMANA | FELTRO

{ Durante a mostra Maison et Objet, que aconteceu em Paris, em Janeiro, a Ligne Roset foi uma das grandes marcas a apostar no feltro. Versátil, o material está sendo explorado por designers do mundo todo, revestindo mesas, cadeiras, poltronas, luminárias e até mesmo espaços inteiros. Se lembram do escritório que postamos aqui? Onde tudo é de feltro? }

Dois dos maiores lançamentos da Ligne Roset durante a feira foram os vasos Asira, de Aurelie Tu, e a chaise Felt, de Delo Lindo | O sofá Snoopy, criado pelo estúdio Iskos-Berlin para a marca Versus, lembra o famoso cachorrinho de perfil | O pendente Tutu também é do Iskos-Berlin | A poltrona Valdemar da Artifical/form tem o espaldar alto e os braços laterias também | À venda na loja Micasa, a poltrona Peacock é da Cappellini | Na coleção The Coiling Collection, idealizada pelo estúdio Raw Edges, tiras de feltro envolvem móveis de vários formatos.

UM BAR SOFISTICADO

Depois da passagem da designer Nika Zupanc por ali, nem mesmo o nome do restaurante permaneceu o mesmo. Com móveis de impacto e cores escuras, Nika gerou uma verdadeira revolução na atmosfera do estabelecimento em Ljubljana, na Eslovênia. O plano de reforma teve início um ano atrás, e o restô AS, que só abria durante o almoço, ganhou um anexo batizado de AS Aperitivo, um bar para as pessoas curtirem uma boa taça de vinho com os amigos e apreciarem alguns petiscos refinados.

Idealizada pelo estúdio Arhé d.o.o., a arquitetura desse anexo foi pensada a partir de uma árvore de 150 anos que já existia no local. A nogueira foi cercada por uma estrutura de concreto e vidro que parece flutuar sobre o jardim. Para passar a impressão de que a copa da árvore ocupa o lugar do teto, Nika brincou com pendentes em formato de cereja, concebidos por ela mesma, que parecem estar pendurados em galhos.

O mobiliário recebeu atenção especial durante o projeto. Além de peças assinadas por designers consagrados como Alvar Aalto, Jaime Hayon e Antonio Citterio, o bar foi recheado de criações de Nika feitas sob medida. A estética dos armários, dos sofás modulares e até mesmo da cuba dos banheiros, foi inspirada pelos móveis icônicos usados em hotéis do Mediterrâneo nos anos 60 e 70. Pra completar, detalhes em cobre pontuam o ambiente, trazendo um pouco de brilho.

Fotos by Saša Hess via Facebook

ACHADOS DA SEMANA

{ Que as frutas fazem bem pra saúde, isso todo mundo sabe, mas quem diria que elas também podem ajudar a trazer mais colorido pra dentro de casa? Seja em almofadas, tecidos ou objetos decorativos, as frutas alegram qualquer espaço e ainda remetem ao frescor da natureza. }

ACHADOS DA SEMANA

{ A mistura de dourado e cobre com madeira pode ser incrivelmente charmosa. Inspirada por essa composição da foto acima, fiz uma seleção afiada de produtos nessas cores. Pra quebrar o brilho, peças e detalhes em branco fosco. }

Os pendentes Coral, criados por Arturo Alvarez estão à venda na Dominici | Luminária FKA assinada por Jonah Takagi | Banco de madeira Drumond, da loja Obravip | Lançamento: vasos The Baccarat Zoo por Jaime Hayon | Porta-copos de madeira rústica Cabin Coaster Set da Leif Shop | Bowl Crushed da marca Muuto na loja Micasa | Lançamento: vaso da coleção Ecletic de Tom Dixon | Panela de pedra-sabão e cobre Stock Pot, da Anthropologie | Lançamento: mesa idealizada pelo designer Regis Padilha | Cofre divertido, Vingança do Porquinho, na Desmobilia.

SEXTA INSPIRADA! PÉ-DIREITO DUPLO

{ Clique na imagem para ler todas as matérias da coluna }

Todo mundo gosta de pé-direito alto, certo? Mas não é todo mundo que sabe como aproveitar esses privilégios arquitetônicos – afinal, são pra poucos. Selecionamos alguns projetos super bacanas com propostas ousadas e estilosas para ambientes com o teto nas alturas. Confira!

A beleza da simetria

O arquiteto Roberto Migotto dispensa apresentações. Todo mundo já sabe que ele é sofisticado até o último fio de cabelo e seu bom gosto é inquestionável. Mais um exemplo desse talento sem igual é essa residência com living amplo e integrado, onde cada detalhe reflete o cuidado de Roberto em criar espaços atraentes e impactantes. Confortáveis, os móveis ganharam acabamentos em tons neutros, que variam entre marrons e brancos.

 Iluminação em foco

Instalada em uma construção secular, mais precisamente o Palacete Lineu de Paula Machado, a Casa Cor RJ de 2011 foi marcada pela mistura da arquitetura do século XIX com a decoração contemporânea. Um dos grandes destaques do evento foi o living concebido por Gisele Taranto, onde esse mix de épocas também se fez presente. Para valorizar o pé-direito generoso, a arquiteta bolou uma criativa instalação de luminárias pendentes.

Banco criativo

De frente para o mar, um enorme prédio na cidade de Elsinore, na Dinamarca, um dia já foi um galpão destinado à construção naval. Felizmente, o governo e os arquitetos do estúdio AART conseguiram dar uma utilidade bem mais nobre à estrutura, transformando-a no centro cultural The Culture Yard. Um dos corredores, repleto de luz natural que entra pela fachada de vidro, ganhou um banco alto com formas geométricas, valorizando o pé-direito.

Ladeado pelo jardim

Enormes panos de vidro nas duas laterais fazem com que esse ambiente pareça estar no meio do jardim. E a ideia do arquiteto Marco Aurélio Viterbo era mesmo essa, criar um living onde a integração visual com a área externa da casa fosse constante. Para compor a decoração sofisticada e atemporal, foram selecionadas peças de desenho contemporâneo e revestimentos em cores neutras, garantindo que o tom que predomina seja o verde lá fora. { Conheça o projeto completo no Casa de Valentina }.

Escada estratégica

Em alguns espaços, o pé-direito duplo precisa ser aproveitado ao máximo, seja para expor grandes coleções ou até mesmo para a instalação de armários até o alto, multiplicando os cantinhos pra esconder louças ou livros. O porém é que assim tudo o que está guardado fica literalmente inalcançável. É nessas horas que entra em cena uma escada esperta com rodinhas na base e pronto! Problema resolvido.


A estante é a protagonista

Saber aproveitar cômodos com tetos altíssimos não é tarefa fácil. Por isso, assim que se deparou com o pé-direito de 5 metros da sala, a jovem dona desse apartamento em um bairro nobre de São Paulo logo recorreu à ajuda da arquiteta Paula Magnani. A proposta da profissional foi usar uma enorme estante branca como divisória entre o living e o home office, que fica logo ao lado. Alternados e de tamanhos diferentes, os nichos abertos e fechados dão movimento à peça de marcenaria.

Um hotel descontraído

Cores fortes como azul, verde e vermelho são elementos constantes no décor do hotel Hi em Nice, no litoral da França. A proposta desse hotel é diferente da dos outros. Nele não te fazem sentir em casa, e também não fazem sentir-se como um convidado de luxo. Lá no Hi a ideia é favorecer a convivência, a troca de experiências e as novas descobertas. Talvez seja por isso que os espaços sociais sejam tão interessantes. O projeto é de Matali Crasset.

Fotos via Folha Vitoria | Loveisspeed | Dezeen | Casa de Valentina | Pinterest | Casa Claudia | Abcsalles

ACHADOS DA SEMANA

{ Por incrível que pareça, o suave verde-água é uma cor que fica ainda mais linda se aparecer ao lado do forte vermelho. Reparem como um simples detalhe já valoriza a parede da cozinha da casa/estudio da designer Andrea Zegna em Milão. }

MÁQUINA DE FAZER DESIGN

Sabe aquelas peças de design tão diferenciado que encantam ao primeiro olhar? As criações do projeto Faceture, comandado pelo designer Phil Cuttance com o apoio do conselho Creative New Zealand, são exatamente assim, criativas e fascinantes. Agora, talvez ainda mais surpreendente do que o resultado em si, seja a máquina idealizada por ele para produzir tais itens. Prática de usar, a engenhoca exige apenas uma mistura de tinta e resina + um molde de polipropileno para dar forma a vasos, luminárias e até mesinhas laterais. Duvida? Então assiste ao vídeo aí embaixo.

Demais né? Tão simples e ao mesmo tempo tão incrível. E a máquina ainda conta com rodinhas, pra ser deslocada facilmente, e uma prateleira inferior, pra apoiar as peças recém-produzidas. Os moldes são feitos em dois tamanhos e formam uma carcaça toda facetada com triângulos, o que dá aos objetos uma textura interessante e geométrica.

Fotos by Petr Krejci via Phil Cuttance

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 92 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: