Posts Tagged ‘ piscina ’

SEXTA INSPIRADA! PISCINAS II

Quem aí gosta de piscina levanta a mão! Nesse querido país tropical, — que ultimamente anda mesmo parecendo uma rainforest —  o xodó pelas piscinas é unanimidade, certo? Então decidi falar um pouquinho sobre elas. Quem sabe assim o sol não se inspira e sai da toca? Conheça sete modelos bacanas que vão te deixar com saudades das férias.

Por todos os lados

Na ensolarada ilha Hamilton, na Austrália, casas de veraneio são tão comuns quanto as praias cheias de turistas. E, como em todo retiro de férias que se preze, a única coisa que não podia faltar nesse projeto era uma piscina. Pensando nisso, o arquiteto italiano Renato D’Ettorre fez questão de planejar uma opção sem igual, que não só cerca parte da construção, como também pode ser vista e acessada de vários cômodos diferentes, incluindo o living. O filme tá chato? Bora ali dar um pulinho?

Sobre a cidade

Por mais improvável que possa parecer, o spa Thermalbad & Spa Zurich, na Suíça, já foi um dia uma tradicional cervejaria da capital. São diversas piscinas, salas de relaxamento e centros de massagem espalhados pelos andares da antiga fábrica, mas o grande destaque fica para a cobertura. Com uma estonteante vista para a cidade, é lá que os hóspedes podem desfrutar de uma experiência única na piscina aquecida. Só é preciso tomar cuidado com um possível choque térmico.

Fogo e água

Depois que seu marido e companheiro de trabalho faleceu, a arquiteta Benedetta Tagliabue decidiu se empenhar no restauro de uma construção do século 18 no centro de Barcelona, cidade adorada pelo casal e berço de ótimas lembranças. Um dos muitos aposentos dessa residência é a sala da piscina, com teto abobadado e acabamentos em tons terrosos que destacam o verde claro das águas. Sobre a parte central da piscina, uma lareira suspensa na parede fornece aquecimento e garante que o ambiente seja aproveitado até mesmo nas estações mais frias.

Perto do céu

Erguida na beirada do declive sobre o qual essa residência foi construída, essa piscina realmente fica perto do céu. E não apenas no sentido literal. Quem vai dizer que não seria uma experiência quase divina se deparar com essas águas azuis em um dia de muito calor? Dá pra se imaginar nadando e nadando durante horas a fio, apenas curtindo a paisagem e a imensidão azul acima — e abaixo.

Dentro ou fora?

Quem está no living dessa casa idealizada pelo estúdio Realarchitektur, pode refrescar o olhar com a piscina retangular instalada logo ao lado do espaço. Como divisória, esquadrias de vidro vão do piso ao teto, explorando o pé-direito duplo. A laje de concreto sobre a área social continua depois da parede envidraçada e também protege a piscina e o deck de madeira. A chuva não atrapalha essa festa.

Lounge entre as águas

Foi ali, logo em frente à entrada da área social, na fachada dos fundos da casa de campo, que a arquiteta Deborah Roig decidiu construir uma piscina de 61 m². Nada mal hein? O revestimento claro é de pedra polida, que nos limites formam uma borda infinita. Cercado pela água, um pequeno lounge com bancos de alvenaria permite que as pessoas “entrem” na piscina sem se molhar. Perfeito pra tomar uns bons drinks sem descer do salto.

O paraíso é aqui

Essa última imagem vai parecer maldade, eu sei. Mas, como sonhar (ainda) é de graça, não custa nada torcer pra um dia estar aí, nessa nada simplória piscina, em um mergulho com direito a vista para as famosas montanhas da impressionante ilha Santa Lúcia, ali no mar turquesa do Caribe. Se os dicionários viessem munidos de fotos, essa cena poderia facilmente ilustrar o significado de paradisíaco.

E acho que colírio pros olhos nunca é demais né? Relembre nossa antiga matéria com outras tantas piscinas inspiradoras. É só clicar na foto!

Fotos via Casa Claudia | Knstrct | Dwell | Elle Decor | Pinterest | Casa de Valentina

Anúncios

KENOA BEACH | RETIRO PARADISÍACO EM ALAGOAS

Quem já foi a Alagoas alguma vez na vida, não se esquece nunca. As águas são calmas e cristalinas, a areia, branca e macia, e a mata, incrivelmente exuberante. É nesse cenário de tirar o fôlego, na reservada praia Barra de São Miguel, a apenas 30 km de Maceió, que o Kenoa Beach Resort and Spa abre suas portas para o horizonte paradisíaco — e para os poucos hóspedes que conseguem bancar essa experiência única.

Toda a concepção do hotel, erguido nos limites de uma reserva ambiental, partiu da necessidade de preservar ao máximo a vegetação nativa, exaltando cada trecho de verde e criando espaços totalmente voltados à contemplação. Inspirado pelas essências, cores e formas primitivas da natureza, o arquiteto Osvaldo Tenório dedicou-se a estabelecer uma relação de simbiose entre construção e paisagem.

As paletas de cores e materiais também seguem as nuances terrosas e esverdeadas do entorno, com o predomínio da madeira e de tijolos de pedra na cor de areia. A intensa luz do sol valoriza a mistura de elementos e tons suaves, invadindo os cômodos através de aberturas estratégicas, como panos de vidro do piso ao teto que revelam partes de vegetação por diferentes ângulos.

Galhos de árvore caídos, móveis feitos de toras reaproveitadas e arranjos com espécies tropicais, distribuídos pelas 23 villas e suítes reservadas, piscina e áreas comuns, funcionam como ornamentos naturais nos ambientes e intensificam o conceito eco-chic do projeto. Em dias em que o principal luxo é justamente ter tempo para descansar, o Kenoa Beach Resort parece ser o esconderijo perfeito para se esquecer da vida.

Imagens do projeto via Yatzer

CASA YUCATAN POR ISAY WEINFELD

{ Em Setembro de 2010, publicamos aqui a Casa Yucatan, idealizada por ninguém menos que o arquiteto Isay Weinfeld. Acontece que essa semana descobri fotos ainda mais incríveis desse projeto e não tinha como não compartilhar, então decidi deletar total o post velho, porque tenho certeza que vocês vão se inspirar bem mais agora, com as novas imagens. }

Em uma relação quase que poética, todos os ambientes estabelecem contato com a natureza ao redor, seja através de grandes aberturas ou de panos de vidro em posições estratégicas. Cercada pelo verde por todos os lados, a residência de 900 m² conta com um amplo jardim assinado pela paisagista Isabel Duprat, onde espécies exuberantes emolduram a piscina natural e os espelhos d’água.

Tanta vegetação não é exagero, aliás, em uma cidade conturbada e acinzentada como São Paulo, é um privilégio poder chegar em casa e repousar os olhos sobre as folhagens e flores desse paraíso particular. Na escolha de materiais, Weinfeld também explorou as texturas e acabamentos naturais, usando pedras rústicas e a madeira como um dos revestimentos principais.

Luz natural é o que não falta, ela invade os interiores e destaca cada peculiaridade, como as paredes de cimento ou tijolinho branco. Os moradores, cheios de personalidade, foram a peça-chave para que o arquiteto conseguisse conceber uma morada singular, que revela surpresas a cada cômodo. De pérgolas de madeira e pedras brutas servindo como degrau a instalações e obras de arte, tudo encanta e impressiona nesse lar.

É fã de Isay Weinfeld como eu? Tem mais matérias sobre ele aqui.

Fotos via Knstrct

SEXTA INSPIRADA! RETROSPECTIVA

Aproveitando que o ano está acabando, decidi fazer uma pequena retrospectiva de todas as matérias Sexta Inspirada! que já publicamos até hoje – são mais de 70! Os temas são variados e a seleção de imagens sempre surpreedente. Veja abaixo os 10 melhores posts e se quiser confira todos aqui.

Clicando nas fotos, você é redirecionado pro post! Vai descobrir qual é o seu favorito?

ARTHUR CASAS NO LITORAL PAULISTA

Próximo às areias da praia da Baleia, em São Sebastião, no litoral paulista, um grupo de quatro casas surge como um monumento arquitetônico que reverencia a beleza natural da região. Construído em um lote de 4 mil m² autorizado pela prefeitura, o condomínio manteve a preocupação ambiental de conservar o máximo possível de vegetação nativa, além de utilizar recursos como coberturas verdes sobre os telhados, vãos abertos que promovem a ventilação cruzada e acabamentos em madeiras certificadas e materiais locais.

* Clique nas imagens para vê-las em um tamanho maior. Vale a pena!

No comando dos projetos estruturais e de interiores, ninguém menos que o renomado arquiteto Arthur Casas, conhecido por suas residências elegantes em tons neutros. Diante da paisagem quase paradisíaca, não lhe restaram dúvidas de que todos os cômodos deveriam ser voltados para o mar, a começar pelo living. Fechado por imensas esquadrias de vidro, o ambiente mescla-se com a área externa, funcionando como uma verdadeira extensão da praia.

Cada um dos terrenos possui cerca de 15 metros de largura, o que determinou a verticalização das casas, distribuídas em diversos pavimentos e blocos desalinhados. Para compor a decoração foram usados móveis de design nacional com tecidos claros como bege e branco, que ajudam na sensação de relaxamento.

Sexta Inspirada! Jardim Vertical

Não é de se estranhar que os jardins verticais tenham conquistado tantos adeptos. Já que as cidades ficam cada vez mais cinzas e a maioria das casas e apês não tem quintais ou varandas, a melhor solução é apelar pras paredes e cobri-las de verde. A crescente busca por estar mais próximo da natureza é uma tendência que, ao que tudo indica, ainda estará presente por muitos anos. Quem sabe num futuro próximo todo mundo não terá um jardim vertical?

Verde ao redor da piscina

Para aproveitar ao máximo a generosa área externa com piscina, a moradora desse imóvel sabia que precisaria de um profissional talentoso para conceber um paisagismo de encher os olhos. Sem hesitar, ela logo contratou o experiente Gilberto Elkis, que bolou um jardim exuberante, com muros repletos de espécies em uma grande variedade de cores e folhagens.

Blocos invertidos e fundo roxo

Algumas ideias surgem assim mesmo, vemos em algum lugar e nos empolgamos pra repetir em casa. Foi assim com a dona de uma residência em São Paulo. Certo dia ela viu o paredão de uma loja com blocos invertidos e vasos encaixados, achou lindo e pediu um igual pras meninas da Casa 14 Arquitetura, responsáveis pela reforma. O tom de roxo foi só pra trazer ainda mais graça.

Vertical e suspenso

Quem já leu aqui no REFERANS sobre os Woolly Pockets sabe que esse produto versátil é a alternativa perfeita pra criar uma paisagem vertical sem causar um rombo no orçamento. Infelizmente – pelo menos até onde eu sei –, eles ainda não são vendidos aqui no Brasil. Mesmo assim, vale se inspirar nos cenários que a empresa cria para divulgar os diversos modelos disponíveis, como esse suspenso, feito pra ser pendurado no teto.

Spa particular

Quando precisa de bons momentos de relaxamento, Cynthia Chua, dona de uma rede de spas em Singapura, se refugia em sua sala de banho ao ar livre. O tamanho da abertura no teto para a entrada de luz do sol nem precisou ser muito grande, apenas o suficiente para cobrir toda a banheira de pedra. Assim Cynthia pode tomar longos banhos com vista para o céu. Certamente um cantinho pra se esquecer do mundo.

Destaque na Casa Cor

Ultimamente, em todas as edições da Casa Cor, seja em São Paulo ou na Bahia, os jardins verticais marcam presença em pelo menos uns dez projetos. No ano passado, os arquitetos Paulo Rosenstock e Luciana Blagits usaram samambaias viçosas para trazer vida ao Home Theater da mostra em Santa Catarina. Já na edição carioca desse ano, uma parede verde valoriza a Praça Casa Cor, ambiente assinado pelas paisagistas Marisa Lima e Emmilia Cardoso.

Fachadas vivas

E quem disse que eles só podem ser usados no interior das casas? Fachadas inteiras, de residências e até de grandes prédios, já receberam espécies verdejantes, transformando a paisagem urbana. Eis aqui dois exemplos incríveis: a Casa JH, com arquitetura idealizada pelo escritório Bernardes & Jacobsen e paisagismo concebido por Gica Mesiara, e o projeto do estúdio Samyn and Partners, com muros vivos e recortes fechados por vidro.

Além das casas

Os espaços comerciais também não ficam de fora. No aeroporto de Biggin Hill, próximo a Londres, os designers do estúdio SHH incluíram um jardim vertical no lounge para os passageiros VIP da companhia aérea Rizon Jet. Agora até mesmo as vitrines de lojas estão exibindo plantas variadas, caso da Replay, em Barcelona.

Leia também: Sexta Inspirada! Jardins e Áreas Externas.

Horizonte Urbano | Cobertura por João Armentano

No living da generosa cobertura de 1000 m², grandes esquadrias envidraçadas desdobram a paisagem urbana de São Paulo, revelando a agitada rotina da metrópole. É nesse cenário privilegiado que vive o casal de clientes e amigos do consagrado arquiteto João Armentano, autor dos interiores do apartamento. Conheça o projeto que foi eleito para estrelar a capa da última edição da revista Casa Claudia Luxo.

O hábito dos moradores de freqüentemente receber convidados para jantares e festas norteou a concepção dos espaços na área social, localizada no pavimento intermediário dos 3 andares entre os quais a residência se distribui. Em uma composição que une peças contemporâneas e clássicas, os móveis, de traços elegantes e extremamente confortáveis, priorizam a circulação e o aconchego em um ambiente que promove o convívio e a interação com a atmosfera paulistana.

O limite entre áreas externas e internas desaparece graças às portas de vidro que correm e revelam grandes aberturas, como na sala de jantar, integrada à piscina. Outro beneficio dos painéis envidraçados é a entrada de iluminação natural, que suaviza os tons escuros das paredes, tecidos e revestimentos. Ao fundo, um jardim vertical de samambaias, assinado pelo paisagista Alex Hanazaki, traz um pouco de vida e natureza para o cotidiano cosmopolita da família.

Valorizando ainda mais o imóvel de quatro dormitórios, o nível superior reserva outras três surpresas às visitas: sauna, spa e churrasqueira. A palavra de ordem é sofisticação, fator presente em cada detalhe desse projeto atemporal que homenageia a vibração da cidade abaixo.

Fotos por Marco Antonio

%d blogueiros gostam disto: