Posts Tagged ‘ pivotante ’

TOP 5 | PORTAS COLORIDAS

Está querendo adicionar um pouco de cor na sua sala mas tem medo de pintar uma parede e enjoar? Então que tal optar por um detalhe menor e mais fácil de mudar? Anime a porta de entrada com tons inesperados e surpreenda suas visitas.

# 1 Meio a meio. Com uma linha diagonal que divide a porta em duas, essa ideia é ousada em dobro. Além do mais, o amarelo suave e o rosa claro funcionam bem juntos.

# 2 O pé-direito do hall de entrada já é excepcionalmente alto. Ok, isso é ótimo, mas os grandes paredões brancos ficariam sem nenhuma graça se não fossem os quadros e a porta laranja quase fluorescente.

# 3 Pintada na mesma cor da parede, essa porta de entrada roxa fica camuflada, passando uma sensação de continuidade, quase como se fosse um extenso painel.

# 4 Em versão de correr, a porta de madeira trabalhada dessa casa ficou com um visual bem mais contemporâneo depois da tinta verde.

# 5 No projeto das meninas do estúdio Arquitetura Paralela, a porta do apê ganhou uma pintura amarela, alegrando o living.

Fotos via Pinterest | Casa Claudia | Flickr

Anúncios

APARTAMENTO HARMONIA DO COLETIVO WHYDESIGN

Referências ao movimento brutalista estão por toda a parte nessa cobertura de 132 m² na Vila Madalena, em São Paulo. Da laje original às vigas de concreto, o apê expõe sem medo – e sem maquiagem – todos os detalhes que definem sua estrutura. A reforma às avessas, que durou cerca de 5 meses, foi comandada pelo coletivo WHYDESIGN, formado por Guto Requena, Maurício Arruda e Tatiana Sakurai, todos já conhecidos pela busca constante por novos conceitos.

Claro que os moradores, um administrador paulistano e um advogado/designer brasiliense, tiveram grande participação no resultado final da decoração, que ganhou ares masculinos não só pelos acabamentos escolhidos, mas também pelo jeito prático e “sem frescura” de distribuir os ambientes. Diversos tons de cinza orientam a paleta de cores sóbria, suavizada pelas paredes de alvenaria e azulejos brancos.

Como já é comum na maioria das casas, a cozinha integra-se ao living, deixando o andar de baixo quase sem paredes, totalmente aberto. Pra reforçar a sensação de amplitude e unidade visual, os designers propuseram o uso de um mesmo piso em todo o apartamento, o ladrilho hidráulico cinza, que reveste inclusive a suíte e o closet, no pavimento superior.

Ainda na área social, a iluminação também chama a atenção, formada por calhas em ziguezague que abrigam lâmpadas fluorescentes de efeito amarelado. Ali, a escada de formas orgânicas atua como protagonista ao lado de móveis de design assinado, como as ousadas peças concebidas por Rodrigo Almeida.

Com teto de madeira pra proporcionar mais aconchego, o andar de cima também traz soluções arquitetônicas interessantes. A primeira delas é a ligação entre dormitório e sala de banho, que se dá através de portas pivotantes escuras. A segunda, e ainda mais surpreendente, é o box do banheiro, fechado por uma folha de vidro que revela a vista para a varanda – e para a cidade lá fora.

Fotos via Flodeau

Casa de concreto em Belo Horizonte

Com estrutura em concreto, espaços integrados e grandes vãos livres, essa residência de 370 m² em Belo Horizonte é uma verdadeira ode à arquitetura modernista brasileira. No projeto idealizado pelo escritório Anastasia Arquitetos não existem limites entre área externa e interna, todos os ambientes se unem através de portas pivotantes de madeira, proporcionando prazeres inigualáveis, como desfrutar da natureza mesmo estando no sofá da sala.

A valorização da luz natural, intensificada com o fechamento de vidro fosco no piso superior, se destaca como uma das maiores vantagens da casa e ainda reforça a sensação de se estar ao ar livre. Sobre uma pérgola de concreto, outra cobertura de vidro protege o jardim interno, que refresca os cômodos do térreo.

Tirando proveito dos espaços amplos, os móveis possuem dimensões generosas para abrigar confortavelmente a todos. Em cores fortes, as pecas se destacam sobre o cinza predominante.

 

Vitrine Pivotante | Loja da Atrium em Londres

Como um quebra-cabeça gigante, painéis pivotantes giram e se encaixam formando uma enorme parede mutável em frente à vitrine da loja Atrium, em Londres. A intenção das estruturas é poder controlar a intensidade de luz natural que penetra nos interiores e também criar momentos de escuridão quando necessário. Idealizado pelos designers do Studio RHE, o showroom da marca possui linhas modernas e futuristas, com detalhes em preto, branco e verde ácido.

O principal motivo para a criação de um novo espaço para a Atrium é a mudança no foco da empresa, que recentemente deixou de comercializar móveis de design para se dedicar à iluminação de alto padrão, como luminárias e pendentes da FLOS. Uma loja um tanto teatral que chama a atenção dos clientes para essa grande mudança.

%d blogueiros gostam disto: