Posts Tagged ‘ projeto ’

ESCRITÓRIO DE OCASIÃO

Se por um lado o trânsito das grandes cidades fica cada vez mais desesperador, por outro as inovações tecnológicas multiplicam as possibilidades de comunicação, encurtando distâncias. Essa equação faz crescer o número de pessoas que opta por trabalhar em casa. Ok, até aí, incluir um home office no lar, doce lar, é tranquilo. Mas, e quando é preciso marcar reuniões ou apresentações com clientes? Porque, vamos combinar, não dá pra receber pessoas no apartamento com cheiro de fritura do almoço, certo? Foi para situações como essa que o SocietyM, em Glasgow, na Escócia, foi criado.

O empreendimento, uma iniciativa da rede hoteleira CitizenM, não é nem escritório, nem hotel, é uma mistura dos dois. Ficou confuso? É simples! O processo funciona como em um hotel convencional, só que, ao invés de se hospedar em uma suíte durante uma noite, você “aluga” uma sala de conferências durante um dia, por exemplo. Além da internet super rápida, dos equipamentos audiovisuais e do cafézinho sempre a postos, o lugar oferece vários tipos de espaços, como salas para brainstorming, mini auditório e até um bar, pra descontrair.

A melhor parte é que o projeto de interiores foi concebido pelo aclamado estúdio Concrete, de Amsterdã. Ou seja, não tem como não causar uma boa impressão em espaços que transbordam criatividade e além de tudo são recheados com peças contemporâneas e incríveis, de marcas como Vitra, Moooi e Tom Dixon. Até mesmo as cores dos acabamentos e móveis parecem ter sido escolhidas a dedo para surpreender qualquer um.

Não parece o refúgio perfeito para os chamados “business nomads”??? { Algo como profissionais nômades. }

Fotos via We Heart UK

Anúncios

ESTÚDIO OU CASA?

Com direito a cozinha, salão gourmet e living, o estúdio do designer de interiores Remmelt van der Wal parece mais uma casa elegante do que qualquer outra coisa. Em contraste com a arquitetura rebuscada do edifício, localizado próximo ao museu Rijksmuseum, em Amsterdã, os espaços internos são limpos e cosmopolitas, tendo como elemento principal as estruturas construídas sob medida em HI-MACS®.

Para quem não sabe, o HI-MACS® é um material patenteado pela LG e que pode ser utilizado de infinitas maneiras dentro da decoração. Produzido a partir de uma mistura de acrílico, minerais e pigmentos naturais, o resultado é uma superfície totalmente lisa, não porosa e com uma gama de cores enorme. Nesse projeto ele aparece em branco, dando forma às bancadas das cozinhas e à estante com lareira embutida, além de revestir piso e paredes do lavabo. { Vale também destacar o papel de parede, com sua estampa cinza que simula uma cortina com diversas camadas de tecido. }

Os 200 m² de estúdio funcionam como uma amostra do trabalho de Remmelt, assim, aos clientes não restam dúvidas quanto ao estilo e competência do designer.

Fotos via HI-MACS® Press Release

UM BAR SOFISTICADO

Depois da passagem da designer Nika Zupanc por ali, nem mesmo o nome do restaurante permaneceu o mesmo. Com móveis de impacto e cores escuras, Nika gerou uma verdadeira revolução na atmosfera do estabelecimento em Ljubljana, na Eslovênia. O plano de reforma teve início um ano atrás, e o restô AS, que só abria durante o almoço, ganhou um anexo batizado de AS Aperitivo, um bar para as pessoas curtirem uma boa taça de vinho com os amigos e apreciarem alguns petiscos refinados.

Idealizada pelo estúdio Arhé d.o.o., a arquitetura desse anexo foi pensada a partir de uma árvore de 150 anos que já existia no local. A nogueira foi cercada por uma estrutura de concreto e vidro que parece flutuar sobre o jardim. Para passar a impressão de que a copa da árvore ocupa o lugar do teto, Nika brincou com pendentes em formato de cereja, concebidos por ela mesma, que parecem estar pendurados em galhos.

O mobiliário recebeu atenção especial durante o projeto. Além de peças assinadas por designers consagrados como Alvar Aalto, Jaime Hayon e Antonio Citterio, o bar foi recheado de criações de Nika feitas sob medida. A estética dos armários, dos sofás modulares e até mesmo da cuba dos banheiros, foi inspirada pelos móveis icônicos usados em hotéis do Mediterrâneo nos anos 60 e 70. Pra completar, detalhes em cobre pontuam o ambiente, trazendo um pouco de brilho.

Fotos by Saša Hess via Facebook

CASA BARATA {OU QUASE}

Construir uma casa do zero custa caro. Bem caro. Sabendo disso, o arquiteto neozelandês Davor Popadich nem considerava a possibilidade de comprar um terreno vazio e erguer um lar para ele e sua esposa, que dirige uma pequena empresa de importação de móveis. O intuito então era encontrar algum imóvel em bom estado e que coubesse no orçamento. Mas eis que, de repente, o destino deu um jeitinho de mudar essa história.

Depois de duas tentativas frustradas de compra, eles se depararam com uma oportunidade imperdível e por impulso acabaram fazendo uma oferta por um pequeno lote na costa de Auckland, na Austrália. Nem preciso dizer que a oferta foi aceita, né?

O problema foi que a verba do arquiteto, que já não era das maiores, foi reduzida a apenas $187,000 dólares neozelandeses. Nesse momento, ele se perguntou se seria capaz de planejar uma casa inteira com apenas essa quantia. Porque em uma obra de grande porte, o dinheiro vai embora rapidinho.

Inspirado pelo entorno da costa, Davor baseou o conceito do projeto nos galpões usados para guardar barcos e lanchas, que são bem comuns na região. A proposta mostrou-se bem mais econômica do que as residências convencionais, mas ainda assim ele teve que ceder, substituindo acabamentos e abortando ideias até chegar a um valor praticável.

Enquanto ele dedicava boa parte de seu tempo livre desenhando cada precioso detalhe da arquitetura, sua esposa Abbe estava focada em deixar os interiores confortáveis e práticos, realmente de acordo com a rotina da família. Segundo ela, esse processo a fez pensar no que eles esperam da vida juntos e em como seria sua relação com essa casa. Cobrindo praticamente todas as paredes, o compensado naval é mais uma solução econômica, e reveste também os sofás embutidos do living, dispensando o gasto com móveis caros.

Fotos via Dwell

RESTAURANTE FABRICA CREATON

A probabilidade de a decoração do Fabrica Creaton passar despercebida por qualquer cliente que seja é praticamente nula. Dramático, o restaurante tem paredes e móveis forrados de preto e branco. Pra quebrar a monocromia, detalhes em vermelho causam ainda mais impacto visual e revelam o conceito nada convencional por trás do projeto. Inspirado pelos açougues e pela própria carne bovina, o designer de interiores Minas Kosmidis concebeu um espaço desafiador e estimulante, elevando o status dos estabelecimentos da cidade de Komotini, no nordeste da Grécia.

Ao mesmo tempo que a atmosfera do lugar é moderna e jovem, é possivel distinguir referências da década de 50 aparecendo em releituras e também peças no melhor estilo industrial. Azulejos brancos, vidro, madeira e metal atuam como coadjuvantes para os elementos cor de sangue, como as luminárias pendentes e algumas das cadeiras. Mas o tema açougue não se limita aos móveis em vermelho. Enormes geladeiras com portas de vidro exibem pedaços de carne fresca, pronta para ser consumida, enquanto quadros com imagens de vacas e bois ilustram as paredes.

Fotos via Yatzer

CASA MULTICOLORIDA

Após muitos anos vivendo na movimentada e um tanto quanto estressante Estocolmo, um casal decidiu correr atrás do sonho de morar no interior. O lugar escolhido foi Saltsjöbaden, um vilarejo banhado pelo mar Báltico. Cercados pela natureza praticamente intocada, eles descobriram uma maneira de transportar toda aquela beleza para dentro da casa. Assim, o mar virou piso e o céu ocupou as paredes, tingindo de azul essa nova fase de suas vidas.

Como diz o ditado, há males que vêm para bem. Durante quase um ano, a família, que inclui quatro filhos pequenos, penou para encontrar o imóvel ideal, aconchegante e na medida certa. Porém, quando estava quase tudo certo para a mudança, os proprietários da ex-futura casa desistiram da venda. A decepção foi total. Mas, pensando pelo lado bom, se esse primeiro acordo tivesse dado certo, eles jamais teriam descoberto o tesouro onde vivem.

A simpática construção dos anos 40 agora parece um refúgio perfeito, mas quando o casal a adquiriu, a estrutura necessitava de intensos reparos, algo que não estava previsto no orçamento. A reforma que era para durar umas três semanas demorou seis meses pra ser concluída. Tendo que viver de aluguel por todo esse tempo, a família viu suas economias irem embora rapidamente. Tanto que agora eles brincam que não sobrou dinheiro nem mesmo para comprar as portas internas.

Ufa! Depois de tanto sufoco, Daniel Heckscher, marido e também designer de interiores, e Jessica Folcker, famosa cantora do país, puderam finalmente decorar sua nova morada. Repletos de cores vivas e misturas ousadas, os espaços foram inspirados na obra de Frida Kahlo e sua alma artística provocativa e envolvente. Com gostos e preferências bem diferentes, os dois geram um atrito criativo que traz ainda mais personalidade ao projeto.

Fotos via Residence Magazine

COZINHAS LEICHT POR MAURÍCIO ARRUDA

A mistura é boa. De um lado, a tecnologia de ponta do design alemão, racional e objetivo. Do outro, o inconfundível “jeitinho brasileiro”, com elementos meio que improvisados e espaços pensados para receber os amigos ali mesmo, na cozinha. É nesse clima high-low que a Leicht, famosa marca de armários planejados da Alemanha, chega ao mercado brasileiro. O showroom, que fica em São Paulo, foi projetado pelo arquiteto Maurício Arruda, expert nessa história de misturar referências.

São quatro modelos de cozinha em exposição, cada qual com o seu estilo e seus componentes exclusivos, pra agradar a gregos e troianos. Todas valorizam a praticidade e a limpeza dos traços contemporâneos, mas tem uma mais jovem e colorida, outra com uma pegada mais sustentável e por aí vai. Além dos armários, gavetas e sistemas de portas e corrediças super avançados, o que encanta mesmo na loja da Leicht são os pequenos detalhes, que simulam aquele clima gostoso de casa.

Fotos via Maurício Arruda

%d blogueiros gostam disto: