Posts Tagged ‘ sociedade ’

EXPO “DUAS SORTES POR UMA VONTADE, POR FAVOR”

Porque quando se quer mudar de vida é preciso vontade e então a sorte não mais importa.

{ Todas as fotos e vídeos desse post foram realizados por Igor Giroto, o colaborador aqui do REFERANS. }

Independente das técnicas ou plataformas utilizadas em seus trabalhos, o jovem Henrique Tomaz acredita que o verdadeiro valor de sua arte mora na possibilidade de tocar as pessoas. Para ele, sua maior realização é saber que uma de suas telas, instalações ou grafites mudou o dia – ou quem sabe a vida – de alguém. Redator, músico e artista plástico, Henrique, mais conhecido como Rien, tem apenas 21 anos, mas já tem uma consciência social bem mais evoluída do que a de muitos “homens de terno” por aí.

Inspirado pela dura realidade dos dias de hoje, ele procura despertar a atenção das pessoas sobre as enormes disparidades sociais e culturais do nosso país e do mundo. Afinal, já virou algo tão comum ver uma minoria sendo injustiçada, agredida ou discriminada, que às vezes nos esquecemos de que isso não pode ser algo normal, natural ou aceitável.

Confira no vídeo abaixo o artista em ação, pintando e falando com as próprias palavras sobre sua carreira, valores e sonhos.

Bom, apresentações feitas, temos ainda uma boa nova: Rien está exibindo algumas de suas obras em São Paulo. Batizada de “Duas sortes por uma vontade, por favor”, a expo fica em cartaz até o dia 24 de Março na Traço Livre Galeria, em Perdizes. Vai estar de bobeira esse sábado??? Então vai lá! É um programa imperdível pra quem aprecia arte urbana, acessível e engajada. Veja mais detalhes abaixo.

Ah, e tem mais vídeo! Pra vocês darem uma espiada de como a exposição está bacana…

Traço Livre Galeria

R. Monte Alegre 625, Casa 4 – Perdizes

Tel.: 3862-8753

De terça a sexta das 10h às 19h

Aos sábados das 11h às 17h

…..

Fotos por Igor Giroto

Anúncios

Teto e Tinta | Vídeo por Carol Thomé

Semana passada falamos sobre a Teto e Tinta, uma exposição nascida da parceria entre a ONG Um Teto Para Meu País e 150 artistas de rua de Sampa. Vejam abaixo um vídeo gravado pela videorrepórter e produtora, Carol Thomé, com entrevistas com os grafiteiros e imagens de diversas das casinhas que estarão expostas no evento até o dia 19 de  Junho.

Teto e Tinta | Arte urbana e Consciência Social

Exposição Teto e Tinta reúne 150 artistas de rua de São Paulo para grafitar mini casas de madeira em prol da ONG Um Teto Para Meu País.

Ultimamente têm sido comum encontrarmos por aí manchetes dizendo que o Brasil é um país desenvolvido e até mesmo o “país do futuro”. No entanto, os milhões de brasileiros que vivem sob condições precárias de saúde, educação, alimentação, transporte e moradia, sabem que essas afirmações estão longe de ser verdade.

Por isso, é cada vez mais importante apoiarmos entidades que denunciam essa realidade e que tentam amenizar esses problemas com as próprias mãos, como é o caso da ONG Um Teto Para Meu País. A instituição, criada em 1997, no Chile, atua no Brasil desde 2006, e conta com a ajuda de jovens voluntários para criar casas emergenciais para quem vive em situação de miséria extrema na periferia da Grande São Paulo.

Cada casa de madeira possui 18m² e apenas um cômodo, o que garante o mínimo de conforto e proteção para quem não tem onde morar. Para promover essa iniciativa e angariar fundos, a ONG se uniu a 150 artistas e grafiteiros da cidade para a exposição Teto e Tinta, que começa hoje à noite no Espaço Casa Bola, e dura até o dia 19 de Junho.

Todos os artistas receberam uma miniatura das casas de madeira para customizar como quisessem, pintando, acrescentando objetos e até detalhes arquitetônicos, como no projeto de Felipe Risada, que construiu um modelo de palafitas, como as residências encontradas na Amazônia e no Pantanal. As casinhas estarão à venda durante toda a exposição, com valor a partir de R$ 50,00, e todo o dinheiro arrecadado será revertido para a construção de novas moradias.

Espaço Casa Bola

Av. Faria Lima, 2.889

Data: 1º a 19 de junho

Horário: das 10h às 14h e das 17h às 21h, de seg. a sex; e

das 10h às 21h de sáb

O humor ácido de Michal Dziekan

Ilustrador, designer de personagens e diretor de animação, Michal Dziekan é um polonês com uma visão bem particular do Mundo atual. Através de seus trabalhos, Michal faz uma dura crítica à sociedade quando ilustra, por exemplo, o Ronald McDonald como um palhaço macabro que induz as crianças à obesidade, ou então a criancinha que vai nadar no mar e encontra animais mortos no petróleo. Humor ácido e pesado, com mensagens que fazem refletir sobre o futuro nada promissor dos seres humanos.

Campanha Asphaltization

A mais recente campanha social lançada pela instituição francesa Samusocial é chamada “Asphaltization” e foi criada pela agência Publicis Conseil. “Asphaltization” é um neologismo criado para representar a campanha e que traduzido ao pé da letra significa “Asfaltização”. A intenção é mostrar como as ruas sugam a vida e a identidade dos mendigos um pouco mais a cada dia e que são necessárias atitudes urgentes para mudar esse quadro. O slogan da campanha é: Quanto mais você vive na rua,  mais fica difícil sair dela.

%d blogueiros gostam disto: