Posts Tagged ‘ vermelho ’

RESTAURANTE FABRICA CREATON

A probabilidade de a decoração do Fabrica Creaton passar despercebida por qualquer cliente que seja é praticamente nula. Dramático, o restaurante tem paredes e móveis forrados de preto e branco. Pra quebrar a monocromia, detalhes em vermelho causam ainda mais impacto visual e revelam o conceito nada convencional por trás do projeto. Inspirado pelos açougues e pela própria carne bovina, o designer de interiores Minas Kosmidis concebeu um espaço desafiador e estimulante, elevando o status dos estabelecimentos da cidade de Komotini, no nordeste da Grécia.

Ao mesmo tempo que a atmosfera do lugar é moderna e jovem, é possivel distinguir referências da década de 50 aparecendo em releituras e também peças no melhor estilo industrial. Azulejos brancos, vidro, madeira e metal atuam como coadjuvantes para os elementos cor de sangue, como as luminárias pendentes e algumas das cadeiras. Mas o tema açougue não se limita aos móveis em vermelho. Enormes geladeiras com portas de vidro exibem pedaços de carne fresca, pronta para ser consumida, enquanto quadros com imagens de vacas e bois ilustram as paredes.

Fotos via Yatzer

ACHADOS DA SEMANA

{ Certas cores funcionam tão bem juntas que é possível fazer composições em qualquer ambiente, na cozinha, na sala, no quarto… Confira abaixo uma seleção de móveis e objetos de decoração onde o azul claro, o rosa, o coral e o vermelho dialogam em harmonia. }

A cadeira Tolix é uma das criações do designer brasileiro Zanini de Zanine para a marca francesa Tolix | Abajur Delta de Robert Abbey na loja online Lamps Plus | Almofadas divertidas em forma de diamante Diamond Plush na Yellow Heart Art | Almofada Geometric Print Cushion da marca John Lewis | Toalhas de mão coloridas Tea Towels da marca Hay | Mesas Eraser Collection by Marie Lindblad, foram inspiradas em borrachas gastas nas pontas | Canecas Small Knit Color Cozy Mug na loja online Leif Shop. As peças vêm com roupinhas de tricô | Potes Playnation Tiffin Boxes da marca John Lewis

ACHADOS DA SEMANA

{ Por incrível que pareça, o suave verde-água é uma cor que fica ainda mais linda se aparecer ao lado do forte vermelho. Reparem como um simples detalhe já valoriza a parede da cozinha da casa/estudio da designer Andrea Zegna em Milão. }

SEXTA INSPIRADA! VERMELHO

Uns amam, outros odeiam. O vermelho, forte e marcante, nunca passa batido. O que dizer então de espaços quase que inteiramente tomados pela cor e suas nuances? No mínimo instigantes. Descubra como o vermelho total pode funcionar em mostras, escritórios, escolas, hotéis e até mesmo em casas.

Presença de impacto

Não tinha como não se surpreender. Quem quer que entrasse no lounge concebido pelo arquiteto Leo Romano durante a Casa Cor Brasília de 2010, tinha os olhos invadidos pelo forte vermelho que reinava absoluto, cobrindo paredes, teto e objetos. Móveis em amarelo e o enorme sofá multicolorido no centro do ambiente funcionavam como pontos de destaque, atraindo o olhar. Ousado, Leo fez questão de marcar presença na mostra criando um projeto inesquecível.

Mistura de texturas

Do lado de fora, o branco das ruas cobertas de neve — cena comum durante os invernos da cidade de Bruxelas, na Bélgica. Já no interior do loft, um brusco contraste: um cômodo quase totalmente vermelho, a não ser pelo piso. Alain Gilles, designer responsável pelo décor do imóvel, aproveitou as diferentes texturas das paredes para que o resultado não fosse monótono. Assim, madeira, tijolinho e porta ganharam suas versões avermelhadas.

Luz no fim do túnel

O corredor e a sala de almoço desse apartamento são literalmente um túnel, revestido com exatas 36 portas resgatadas de outra construção. A solução um tanto quanto improvável foi ideia do estúdio LOT-EK e do empreiteiro Andreas Scholtz, que buscavam uma maneira de tornar esse pequeno espaço mais convidativo para os moradores. Por trás do acabamento brilhante, nichos planejados acomodam objetos e louças.

Encontro de trabalho

Prestigiado com diversos prêmios na área, o estúdio Ministry of Design, com base em Singapura, não podia fazer feio em sua própria “casa”. E não fez. As instalações do novo escritório, cuja obra foi finalizada em 2010, são dinâmicas e inovadoras. Uma das saletas, ambiente de encontro da equipe, ganhou acabamento e estofados vermelhos, pra estimular animadas conversas.

Berço de ideias

Com o objetivo de incentivar os alunos do primeiro ano do curso de Engenharia, a University of South Australia decidiu conceder-lhes um centro de aprendizado irreverente. O escritório escalado para a concepção do espaço foi o Woods Bagot, especialista em projetos corporativos e institucionais. Em uma proposta divertida, parte do núcleo criativo possui placas vermelhas como revestimento e móveis também nessa cor.

De volta para o futuro

Quando foi inaugurado, em 2005, o hotel Puerta America, na Espanha, causou rebuliço. Isso porque os diversos andares do edifício foram divididos entre grandes estrelas da arquitetura, como Zaha Hadid, Ron Arad e Norman Foster, que realizaram surpreendentes propostas futuristicas nas suítes e corredores. Além do mais, foi nos cômodos do hotel que o público pôde descobrir toda a versatilidade do Corian, material usado em paredes e móveis para criar verdadeiras esculturas arquitetônicas.

Ahhh, e não esquecemos do ambiente do Roberto Migotto na Hyundai Mostra Black não. Quer revê-lo? Clica na foto!

Jamie Mills e as cores primárias

Formado em ilustração recentemente, o jovem Jamie Mills vive na Inglaterra e busca inspiração na natureza, nas estruturas e nas estampas que o cercam. Em seus trabalhos Jamie explora o preto e o branco e também as cores primárias, que aparecem em detalhes delicados trazendo vida às imagens. Conheça outras de suas criações em seu portfólio.

Mosaico de Cores # 1

Já faz um tempo que venho selecionando diversas imagens de interiores e detalhes decorativos com cores fortes e marcantes. Decidi então criar uma série de posts especiais, sem textos, apenas mosaicos de fotos encantadoras pra alegrar o fim de semana.

Inspire-se!

Top 5 | Tetos Coloridos

Uma seleção de 5 projetos para inspirar e acabar de vez com a mesmice dos tetos sem cor!

# 1 O branco é uma das cores mais usadas nos armários de cozinha. Pra quebrar um pouco esse visual padronizado, uma saída é usar uma cor bem forte no teto. O resultado é moderno e original!

# 2 No catálogo de inverno da marca de tintas Farrow & Ball, a empresa sugere uma sala de jantar com uma composição em grafite e verde azulado.

# 3 Vermelho é uma cor que deve ser usada com cautela. Em um dormitório neutro, sem muitos objetos, ele traz energia e ainda aquece o ambiente.

# 4 Outro exemplo de cozinha ousada. Nesse espaço, um vibrante verde claro acompanha o tom das cadeiras coloridas.

# 5 Para pintar o teto do lavabo do ator Malvino Salvador, o designer Gustavo Jansen usou uma lata de tinta neon spray e cobriu até mesmo os detalhes de gesso.

Casa de Patrizia Moroso por Patricia Urquiola

Na Sexta Inspirada! dedicada à Patricia Urquiola já tínhamos citado essa residência, mas, como essa semana encontramos fotos lindas do projeto,  era mais do que justo fazer uma matéria completa.

De um lado, a diretora criativa de uma das maiores grifes de mobiliário contemporâneo do mundo: Patrizia Moroso, responsável por alavancar as carreiras de profissionais como Ron Arad e Massimo Iosa Ghini. Do outro, uma das mais concorridas e criativas designers dos dias atuais: Patricia Urquiola, que assina móveis para Kartell, B&B Italia e muitas outras marcas poderosas.

Uma parceria de tamanha proporção só poderia resultar em uma casa incrivelmente única, em um cenário também singular, na Itália. Moroso descobriu o terreno ao passar por uma tranqüila rua e notar uma espécie de jardim selvagem preservado por entre os muros. Ela logo descobriu que a propriedade estava à venda e que era vizinha de um extenso parque público. Depois disso não houve mais dúvida, era ali mesmo que ela construiria seu lar.

Em conjunto com o arquiteto milanês Martino Berghinz, Urquiola projetou uma estrutura de quase 3 mil m², cujas paredes de cedro escuro são sustentadas por vigas e pilares vermelhos, enquanto panos de vidro e janelas estratégicas permitem uma maior integração com a natureza. Um lugar sereno e arejado, com interiores coloridos e acolhedores, ideais para os encontros entre amigos organizados pela proprietária e seu marido, que herdou o costume de seu país natal, o Senegal.

A mistura de raças do casal se reflete na animada rotina como anfitriões, característica que orientou a distribuição dos ambientes internos. Reservado às visitas, o primeiro andar possui cozinha gourmet, quarto de hóspedes, sauna e piscina interna, brinquedoteca e ainda duas áreas de estar, sendo uma delas abaixo do nível do piso, como em alguns lares africanos. No pavimento superior concentram-se os dormitórios e um pequeno living com uma cozinha mais modesta.

O eclético mix de móveis traz ainda mais vida e história aos espaços. Muitas das peças são filhas únicas, assinadas por designers renomados, outras são protótipos dos produtos comercializados pela empresa Moroso, e algumas são ainda modelos descartados por falhas durante o processo industrial. Para a moradora, assim a casa se torna uma extensão de seu trabalho, de sua paixão.

Conheça os produtos incríveis lançados esse ano pela Moroso em Milão.

Sexta Inspirada! Escolas e Brinquedotecas

Depois de falar sobre a Casa Kids em nossa matéria especial sobre a Casa Cor São Paulo, fiquei empolgada e resolvi pesquisar mais sobre esses ambientes voltados somente aos pequeninos. Conheça creches contemporâneas, escolas cheias de cores e brinquedotecas que são como sonhos de criança, para inspirar um fim de semana divertido.

1. Contrariando aquela idéia de que os hotéis preferem a ausência dos pequenos, o David Citadel, um cinco estrelas em Jerusalém, convidou o arquiteto Sarit Shani Hay a criar uma brinquedoteca moderna para entretê-los, tornando a estadia mais prazerosa tanto para os pais quanto para os filhos. Com direito a mini cozinha, feira de mentirinha, moinho e pufes em formato de animais, o espaço mistura as cores azul, vermelho e branco e é sucesso unânime entre a criançada de todas as idades.

2. É fato que nem toda criança gosta de leitura. Para incentivá-las a apreciar um bom livro, foi criada na China a Kids Republic, uma biblioteca destinada especialmente às publicações infantis. As típicas estantes aparecem em uma linguagem totalmente inesperada, subindo e descendo pela loja como um verdadeiro caminho colorido, com nichos redondos, escorregadores e passagens secretas. Até a escada é iluminada e multicolorida. Os responsáveis pelos interiores são os arquitetos do estúdio SAKO.

3. Uma pequena arquibancada de teca de reflorestamento com iluminação indireta é o maior destaque da Brinquedoteca idealizada pela arquiteta Renata Dutra para a mostra Casa Cor Brasília 2009. Focada na sustentabilidade, a profissional buscou representar a integração da mata com a cidade através de adesivos de árvore e casas, que cobrem todas as paredes, e brinquedos relacionados ao tema, como vegetais de pelúcia.

4. Os alunos da escola pública Public School and Primary (CEIP), em Roldan, na Espanha, vão aprender a respeitar o verde desde cedo. A arquitetura do prédio é simples e simula uma imensa casa térrea, mas o interessante mesmo é o revestimento natural da fachada, feito com uma espécie de grama que traz vida a toda a estrutura e cobre até mesmo o telhado. O incrível projeto foi elaborado pelo Estudio Huma e almeja aproximar as crianças de um habitat mais saudável.

5. No projeto de uma creche com mais de 800m² na Espanha, a dupla de arquitetos do escritório LosdelDesierto decidiu usar cores alegres em todos os ambientes, buscando estimular a imaginação da meninada. Na fachada, vidros redondos de diversos tamanhos funcionam como filtros, colorindo a luz do sol que entra pelas aberturas. Nos corredores e salas de recreação, piso e paredes foram cobertos por um acabamento vinílico listrado, com cores que lembram pirulitos e que tornam o dia ainda mais gostoso.

6. E não é que o arquiteto Márcio Kogan consegue fazer até mesmo uma escola para bebês de 0 a 3 anos ter um visual imponente e original? A fachada discreta da creche Primetime revela seus famosos blocos horizontais de alvenaria, sendo que o maior deles é revestido de concreto aparente, e o menor foi pintado em um tom verde limão para chamar a atenção. Dentro das instalações, rampas substituem as escadas e materiais não agressivos, como os pisos macios, se mostram ideais para os menores.

Veja também: Sexta Inspirada! Kids

Sexta Inspirada! No Futuro

Algumas décadas atrás, os anos 2000 eram o futuro misterioso que reservava surpresas como carros voadores, robôs convivendo com humanos e equipamentos super avançados. Hoje em dia sabemos que muitas dessas previsões estavam erradas, mas, mesmo assim ainda temos expectativas ansiosas em relação às novidades que estão por vir. Como serão as casas daqui a 20 ou 30 anos? Serão impessoais, frias, brancas, coloridas? Impossível ter certeza, mas alguns designers se arriscam a prever o que nos aguarda. Veja abaixo 6 exemplos de projetos futuristas e originais.

1. Apesar de ter sido criada em 1967, a IBM é uma empresa que sempre teve ideais de vanguarda, desenvolvendo softwares que ajudam a projetar nosso presente e futuro. Para comandar a reforma de seu centro executivo em Roma, a companhia convidou os arquitetos do Iosa Ghini Associati, que criaram espaços cheios de tecnologia e detalhes especiais, como a iluminação diferenciada no teto e no piso. O grande destaque fica para as divisórias de vidro com instalações de LED e telas de LCD embutidas.

2. No escritório da GHD, uma gigante do ramo de cosmética capilar, a recepção mais parece a entrada de uma nave espacial. Era justamente esse o desejo dos proprietários, que contrataram o escritório londrino Carey Jones Interiors para concretizar suas ambições e desenvolver um projeto imponente. Com piso iluminado e bancos embutidos em sancas com luz branca indireta, a entrada simula uma passarela do futuro.

3. Quem visita a butique do estilista Paul Smith em Seul pode ter um conflito de informações na mente. Isso porque o exterior e o interior da loja possuem estilos completamente diferentes. Enquanto a fachada branca com curvas acentuadas e entrada verde tem uma estética super futurista, os ambientes internos são marcados por um visual mais clássico, com móveis de madeira trabalhada, muitos quadros nas paredes e guarda-corpo ornamentado.

4. Para o arquiteto Simone Micheli, o futuro será multicolorido. A maioria de seus projetos tem uma linguagem moderna, com formas orgânicas e iluminação vibrante em cores fortes. Seu objetivo é criar ambientes intrigantes, propondo uma nova maneira de interação entre homem e espaço. Para um hotel conceitual em Milão, sua idéia foi usar objetos diários de formas inesperadas, como cabides pendurados num closet sem portas e uma tela de TV no teto sobre a cama.

5. Jovem, descolado e talentoso, o designer Guto Requena parece ter todos os ingredientes para se destacar no mercado atual. Sua visão inovadora do design e da relação do homem com sua casa o levou a criar o apê batizado de Bohemian Cyborg Loft, seu lar, que funciona também como escritório. Perfeitos para o seu dia-a-dia agitado, os ambientes são mutáveis e interativos, além de expressarem nitidamente sua personalidade excêntrica. Luzes neon verdes completam o look futurista kitsch.

6. Idealizado entre 2003 e 2005 por ninguém menos que a arquiteta iraquiana Zaha Hadid, um andar inteiro do hotel Puerta America, em Madrid, possui um dos projetos de interiores mais singulares que eu já vi. Dentro das 30 suítes, paredes e móveis são uma coisa só. Construída em Corian, uma mesma estrutura une bancada, cama, teto, criados-mudos e banheira, formando espaços que são verdadeiras obras de arte.

 

%d blogueiros gostam disto: